Na Comary, entra Marcelo, sai Felipão. Goleiros já treinam

Técnico viajou ao RS para o velório de um parente. Lateral completou o grupo

Apesar do frio em Teresópolis, a terça-feira começou agitada na Granja Comary, a concentração da seleção brasileira. Logo no segundo dia de preparação para a Copa do Mundo, o treinador Luiz Felipe Scolari teve de lidar com um problema pessoal e deixar temporariamente a delegação. Ele viajou a Porto Alegre para comparecer ao velório de um cunhado. De acordo com a CBF, o retorno de Felipão à Comary acontecerá ainda nesta terça, à noite. A boa notícia foi a chegada do lateral-esquerdo Marcelo, o último a se apresentar. Campeão europeu pelo Real Madrid no último sábado, Marcelo, que teve grande atuação na final, chegou no fim da manhã desta terça e se encontrou com o restante do grupo. Mais cedo, os jogadores foram vistos na academia, antes de realizarem nova bateria de exames médicos.

Leia também:

‘Ninguém está contra a seleção’, diz Parreira após protesto

Seleção brasileira faz exames médicos antes dos treinos

Isolada em Teresópolis, a seleção pode se sentir em casa

Seleção se reúne no Rio, e ônibus é alvo de manifestantes

Os únicos jogadores que foram a campo já no segundo dia de trabalhos foram os três goleiros do grupo de Felipão: Júlio César, Jefferson e Victor. Marcelo passou pelo campo e cumprimentou o trio antes de subir para os quartos. No gramado quase encoberto pela neblina da região serrana do Rio de Janeiro, os goleiros fizeram um trabalho leve com o treinador de goleiros. A atividade durou cerca de 45 minutos. O grupo de 23 jogadores deve fazer o primeiro treinamento com bola apenas na quarta-feira pela manhã. Ainda nesta terça, Júlio César, Jefferson e Victor deverão conceder uma entrevista coletiva para falar sobre o início da preparação, a dezesseis dias da estreia na Copa do Mundo, contra a Croácia, no Itaquerão, em São Paulo. Na segunda, só o coordenador Carlos Alberto Parreira e o auxiliar Flávio Murtosa conversaram com os jornalistas.

Leia também:

‘Fora de campo, a Copa não é assunto nosso’, diz Felipão

Seleção brasileira chega a Teresópolis sob mais protestos​

Os 23 escolhidos por Felipão, um Brasil que sabe vencer

Saiba quais são os confrontos mais frequentes das Copas