Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Muricy prioriza finalizações e cruzamentos durante treinos

Fora da decisão da Copa Libertadores da América e sem nenhum jogo neste meio de semana pelo Campeonato Brasileiro, o Santos vem aproveitando os dias livres para treinar bastante a sua equipe.

Se na terça-feira os jogadores ficaram apenas realizando exercícios funcionais na academia do clube, nesta quarta, o time foi para o gramado do CT Rei Pelé. Durante a atividade, o técnico Muricy Ramalho orientou um treino que priorizou finalizações e cruzamentos para a grande área.

O treinador separou os jogadores em dois grupos, em cada metade do campo. De um lado, os zagueiros Edu Dracena, Durval, Bruno Rodrigo e o volante Éwerthon Páscoa, além do auxiliar técnico Tata, fizeram um trabalho de preparação da defesa. Na outra metade do gramado, os meio-campistas e atacantes deram chutes a gol e treinaram jogadas de linha de fundo, com diferentes situações de levantamentos de bola para a área.

Mais tarde, Muricy reuniu os grupos para um treino em campo reduzido. Nesta parte do treinamento, além de cruzamentos, a troca de passes em curto espaço dos atacantes e a marcação forte do setor defensivo puderam ser testados pelo comandante santista.

Para o volante Henrique, esse tipo de atividade é proveitosa para a equipe. ‘Acho que é muito importante porque são treinadas circunstâncias que acontecem no jogo. O treino serve para isso. Primeiro, treinamos situações de ataque, para chegar ao gol e, depois, os zagueiros se juntaram a nós para termos a referência de como se portar com a marcação forte do adversário. Estamos melhorando e aperfeiçoando o conjunto para as próximas partidas’, destacou.

No treino da manhã desta quarta, o meia Paulo Henrique Ganso, os laterais Fucile e Rafael Galhardo, bem como o zagueiro David Braz e o meia-atacante Bernardo não foram para o campo. Esses atletas fizeram somente atividades na academia.

Fora eles, o volante Adriano também não trabalhou no gramado do CT Rei Pelé, poupado devido a uma pancada na região abdominal. O trauma foi sofrido no empate com o Coritiba, no último domingo, na Vila Belmiro, em confronto válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar da precaução do departamento médico alvinegro, a situação do jogador não preocupa e Adriano deverá atuar normalmente diante da Portuguesa, no próximo domingo, no Canindé.