Muricy minimiza ausência de corintianos na seleção

Por Sanches Filho

Santos – O técnico Muricy Ramalho minimizou nesta sexta-feira a polêmica criada por Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, presidente do Santos, que acusou a CBF de favorecer o Corinthians. Ele defendeu a decisão do treinador Mano Menezes de convocar jogadores da equipe santista para os últimos compromissos da seleção brasileira e garantiu não estranhar que corintianos não tenham sido lembrados.

Para os últimos quatro amistosos da seleção brasileira, Mano apostou quase apenas em jogadores com idade olímpica e levou três santistas – Rafael, Paulo Henrique Ganso e Neymar. Muricy garantiu que a situação não o surpreendeu e que inclusive já esperava que eles fossem lembrados.

“Não tem jeito, todos os clubes que têm jogadores importantes acaba perdendo para a seleção. Desde o ano passado eu sabia que perderia mesmo, são jogadores com idade olímpica. Não sei se o Corinthians tem jogadores assim”, afirmou, lembrando que os principais jogadores corintianos não possuem idade olímpica. “O Paulinho, por exemplo, é ótimo jogador para a Copa do Mundo, mas não tem idade para Olimpíada”.

Após o Santos perder para o Corinthians por 1 a 0, quarta-feira, pelas semifinais da Libertadores, Luís Álvaro criticou Mano e Andrés Sanchez, diretor de seleções da CBF, e declarou achar estranho que jogadores corintianos não tivessem sido convocados para os últimos amistosos. Muricy, porém, mesmo lamentando o desgaste dos seus jogadores, principalmente do atacante Neymar, preferiu adotar tom conciliador.