Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Milan acha que Berlusconi foi um herói por não vender Thiago Silva

O diretor executivo do AC Milan, Adriano Galliani, chamou de herói o presidente do clube e ex-chefe do governo italiano, Silvio Berlusconi, por decidir não vender o zagueiro brasileiro Thiago Silva para o Paris Saint-Germain.

O vice-campeão francês fez uma oferta de 46 milhões de euros pelo brasileiro.

Galliani, inclusive, viajou a Paris para negociar com con Leonardo, o diretor técnico do clube francês e ex-treinador da equipe milanesa.

Mas, depois que o Paris Saint-Germain anunciou que rompeu as negociações com o clube italiano, o Milan comunicou que Berlusconi decidiu ficar com o jogador brasileiro de 27 anos.

“Eu me sinto muito melhor graças ao presidente Berlusconi. Acho que os torcedores do clube deviam agradecer a ele. Com Thiago Silva na equpe, o Milan perderá muito dinheiro, um dinheiro que Berlusconi cobrirá. É um ato de heroísmo”, afirmou Adriano Galliani.

Por sua parte, o presidente da entidade lombarda, Silvio Berlusconi, acredita na possibilidade de “chegar a um acordo com uma pessoa fantástica como Silva. A princípio, o PSG fez uma oferta muito interessante de 46 milhões de euros, mas olhamos o mercado e vimos que ele não tinha substituto”.