Medalhista juvenil brasileira é flagrada no doping

Arremessadora de peso Geisa Rafaela Arcanjo disse que estava tomando produtos para emagrecimento

Considerada uma revelação do atletismo brasileiro, Geisa Rafaela Arcanjo foi flagrada no exame antidoping e está suspensa preventivamente até o julgamento do caso. Confirmado oficialmente apenas nesta terça-feira, o resultado positivo foi detectado durante a disputa do Campeonato Mundial Juvenil, dia 20 de julho, na cidade de Moncton, no Canadá, quando ela conquistou a medalha de ouro no arremesso de peso.

Segundo a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), a substância proibida encontrada no organismo de Geisa foi a hidroclorotiazida. A atleta, de 18 anos, negou o uso de doping, mas admitiu ter ingerido “produtos para emagrecimento (chá verde e óleo de cártamo)” sem o conhecimento dos treinadores e médicos com quem trabalha.

Como a Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf) não aceitou as explicações da brasileira, foi realizada a contraprova, que comprovou o resultado positivo do exame antidoping. Diante disso, a CBAt oficializou nesta terça-feira a suspensão provisória de Geisa, que pode ser afastada por até dois anos se for condenada.

Quando conquistou a medalha de ouro no Mundial Juvenil, ao atingir a marca de 17,02 metros na final da prova no Canadá, a paulista Geisa Rafaela Arcanjo surgiu como esperança de renovação no atletismo brasileiro. Tanto que ela vinha treinando no centro de excelência da CBAt, em Uberlândia (MG), e já sonhava com vaga na Olimpíada de Londres, em 2012.

(Com Agência Estado)