Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mayweather x McGregor, um duelo de falastrões. Relembre bate-boca

Floyd Maywather e Conor McGregor são bons de briga - e de marketing. Na promoção da luta, os ataques pessoais foram violentos

Se estivesse vivo, Muhammad Ali estaria orgulhoso de Floyd Maywather e Conor McGregor – ao menos no quesito marra e autopromoção. A megaluta deste sábado entre o rei do boxe no século XXI e a maior estrela do UFC na atualidade deve se tornar a mais lucrativa da história e não apenas pelo talento comprovado dos atletas para bater, mas, sobretudo, por suas línguas afiadas. Enquanto batalhavam pela vinda de patrocinadores e pela venda de pay-per-views, o americano e o irlandês abusaram do verbo, por vezes até passando dos limites – Mayweather acusou McGregor de racismo em algumas ocasiões.

Assim como fez com todos os seus adversários no MMA, McGregor tratou de ridicularizar Mayweather desde as primeiras entrevistas e escolheu a idade do americano (40 anos, 11 a mais que o irlandês) como isca. Até mesmo o pai do pugilista, Floyd Mayweather Sr., entrou na guerra psicológica de McGregor. “Money” Mayweather, mais afeito à ostentação do que às ofensas pessoais, tentou diminuir McGregor com algo que ambos adoram, a grana, e tratou de lembrar ao irlandês que já faturou cerca de 20 vezes mais dinheiro na carreira.

Confira abaixo, algumas frases que marcaram a promoção do duelo May-Mac:

Vou para cima dele, vou botar pressão, vou quebrar este velho, confiem em mim. Estou muito preparado. (…) Eu vou lutar melhor que ele no próprio esporte dele. A gente pode apostar a bolsa inteira se você quiser. Este homem não está no meu nível, não é 25% do homem que eu sou

Conor McGregor

Ele até que se veste bem para um cara de sete ou oito dígitos, mas eu sou um lutador de nove dígitos. Esse idiota ganhou 3 milhões de dólares em sua última luta. Isso é dinheiro de treino para mim. Agora estou velho. Não sou o mesmo de 20, dez, cinco ou dois anos atrás, mas tenho o suficiente para vencer. McGregor é o “senhor tapinha” (em referência ao gesto de desistência no MMA). Ele gosta de desistir

Floyd Mayweather

Polêmica sobre racismo

Floyd Mayweather Jr. vs Conor McGregor

Dana White separa os lutadores em evento (Harry How/Getty Images)

Uma frase de McGregor em entrevista ao programa Jimmy Kimmel Live causou muita controvérsia nos Estados Unidos por questões raciais. “Rocky III? Estou tentando lembrar qual filme foi o Rocky III. Foi aquele com os macacos dançantes na academia?”, questionou McGregor, provavelmente referindo-se aos auxiliares com quem Rocky Balboa treinava em uma academia apenas para negros.

A resposta de Mayweather, à ESPN americana, foi dura. “Não gostei de quando ele nos chamou de macacos. Acho que foi totalmente desrespeitoso. Isso não me fez sair do meu personagem e ficar louco, mas simplesmente não gostei. Me fez pensar em nossos diferentes líderes. Martin Luther King, Malcolm X. Eles foram para a linha de frente por mim, minha família e as pessoas mais próximas. Lutarei pelos americanos e por todos os negros ao redor do mundo”.

McGregor voltou a baixar o nível em sua resposta. “Muita gente da imprensa parece estar dizendo que sou contra pessoas negras. Isso é ridículo. Eles não sabem que sou metade negro? Eu sou meio negro da cintura para baixo. E aqui vai um presente para as minhas fãs americanas negras. Elas chamam de urso polar” – disse, rebolando, em coletiva em Nova York.

Eu tenho duas filhas negras, minha mãe é negra, eu sou negro. Ele está passando dos limites, mas não posso focar nisso agora. Estou aqui para fazer o meu trabalho, que é entreter. Ele, porém, está perdendo muitos fãs por fazer isso. Você não pode desrespeitar as pessoas negras

Floyd Mayweather

Nunca mais relacione raça ao meu sucesso novamente. Sou irlandês, meu povo foi oprimido durante toda a sua existência e muitas pessoas ainda são. Compreendo o sentimento de preconceito, é um sentimento profundo no meu sangue. Houve uma época em que apenas ter o nome “McGregor” era passível de pena de morte

Conor McGregor

As provocações não se limitaram às entrevistas coletivas. Nas redes sociais, Mayweather e McGregor protagonizaram boas batalhas. Em junho, ao anunciar que a luta estava oficialmente marcada pelo Twitter, o irlandês usou uma foto sua ao lado de Mayweather Sr., como se houvesse confundido pai e filho, para ironizar a diferença de idade entre eles.

Mayweather não caiu na isca sobre o pai e tentou provocar o adversário em relação a algo que ambos amam: dinheiro. O americano já faturou mais de 700 milhões de dólares (2,2 bilhões de reais) na carreira, contra “míseros” 34 milhões de dólares (106 milhões de reais) de McGregor. “Previsão do campeão: vou ganhar muito dinheiro em 26 de agosto”, postou Mayweather, direto de seu jatinho, onde contava suas notas.

Vocês querem que eu bata nele agora mesmo? Não… vamos guardar para o dia da luta, para o dia do pagamento. Deus não erra. Ele só fez uma coisa perfeita, e foi o meu cartel no boxe

Floyd Mayweather
Floyd Mayweather Jr. joga dinheiro em direção a Conor McGregor durante coletiva de imprensa em Nova York

Mayweather faz chuva de dinheiro. “Cadê o dinheiro de verdade? Esse é de mentira. É nota de um dólar”, rebateu McGregor, durante evento em Nova York (Mike Lawrie/Getty Images)

“Depois que eu derrubar Mayweather, ele vai se tornar o novo José Aldo. Aldo era o Mayweather (do UFC) naquela época e eu o transformei em um ‘nada’. Não sei quantas vezes eu já choquei o mundo, e vou chocar de novo.”

Conor McGregor

 O momento de “trash-talk”, no entanto, acabou. A luta May-Mac acontece na madrugada deste sábado – deve começar por volta da meia noite (horário de Brasília) – em Las Vegas, sob as regras de boxe, com transmissão para o Brasil (saiba como assistir).

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Antonio Pedro

    Ja to com pena do MacGregor

    Curtir

  2. Tá na hora de alguém colocar, com muita decência, Conor McGregor em seu devido lugar.

    Curtir