Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mata-mata sul-americano pode ser ‘Copa do Brasil’ para o Corinthians

O desejo de Tite de evitar brasileiros ao longo da Copa Libertadores foi satisfeito somente até as oitavas de final do torneio. O próximo adversário do Corinthians será o Vasco da Gama e, caso passe pela equipe carioca nas quartas, o time paulista pode ter sequência de Copa do Brasil.

Do modo como está disposto o chaveamento, o rival da fase seguinte será o vencedor do duelo entre Santos e Vélez Sarsfield, da Argentina. Comandada pelo astro Neymar, a equipe da Vila Belmiro é a atual campeã do maior torneio sul-americano. Depois disso, em outra eventual classificação, é possível uma decisão contra o Fluminense, que antes teria que passar por Boca Juniors (Argentina) e ainda por quem sair vitorioso de Libertad (Paraguai) e Universidad de Chile.

Relembre: Tite teme brasileiros, mas diz que ‘não queria Corinthians como rival’

Para o meia Danilo, duelos caseiros ‘ajudam a saber características e pontos fortes dos jogadores adversários’, mas essa facilidade seria encontrada também pelo oponente. Além disso, o retrospecto do Corinthians em mata-mata da Libertadores diante de compatriotas não é dos melhores. Das oito eliminações na história, metade foi para clubes do Brasil – Grêmio (nas quartas de final de 1996), Palmeiras (nas quartas de 1999 e na semifinal de 2000) e Flamengo (nas oitavas de 2010).

‘Futebol é assim, às vezes acontece. Mas agora é outro grupo, são outros jogadores. Temos que pensar dessa forma, porque é muito difícil existir um grupo com essa confiança’, minimizou.

Para fazer frente ao histórico de tropeços contra brasileiros na competição continental, o Corinthians tem a seu favor o tabu de jamais ter sido derrotado pelo Vasco em cruzamentos eliminatórios – em sete jogos válidos por quatro decisões (Copa do Brasil de 1995, Mundial de Clubes de 2000, Copa Sul-Americana de 2006 e Copa do Brasil de 2009), foram quatro vitórias e ainda três empates.