Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Massa tenta reagir na temporada e conta com evolução da Ferrari após testes

Montmeló (Espanha), 10 mai (EFE).- O piloto brasileiro Felipe Massa, que há três semanas conquistou no Grande Prêmio do Bahrein seus dois primeiros pontos na temporada, terá pela frente neste fim de semana o GP da Espanha de Fórmula 1, no qual poderá mensurar a evolução da Ferrari após os testes em Mugello, na última semana.

‘É um pouco cedo demais para dizer o quanto progredimos com este teste, e a verdadeira resposta não virá até o treino classificatório de sábado. Mas com certeza demos um passo a frente, com novas peças, que Fernando (Alonso) testou no último dos três dias em Mugello, melhorando nosso desempenho’, comentou Massa em seu blog no site oficial da escuderia italiana.

A Ferrari trabalhou em um programa de desenvolvimento visando melhorar os resultados de Massa em Alonso em Barcelona, mas tudo dependerá não apenas da efetividade do avanço obtido nos testes, mas principalmente do grau de melhora das outras escuderias.

Um cenário semelhante aconteceu na última temporada, na qual a equipe italiana tinha evoluído, mas Alonso foi apenas o quinto colocado, uma volta atrás dos quatro primeiros, e Massa teve um problema no câmbio e deixou a corrida com 28 voltas.

Se o brasileiro tem apenas dois pontos, o espanhol soma 43 e compõe um grupo de cinco pilotos separados por dez pontos e que podem encerrar o fim de semana na liderança do Mundial.

O primeiro colocado é o alemão Sebastian Vettel, com 53 pontos. Entre ele e o espanhol da Ferrari aparecem os dois pilotos da McLaren, os ingleses Lewis Hamilton (49 pontos) e Jenson Button (43) e o companheiro de equipe de Vettel na Red Bull, o australiano Mark Webber (48).

Até agora, o campeonato ofereceu um panorama muito emocionante para os torcedores, com quatro vencedores diferentes – Button, Alonso, Nico Rosberg (Mercedes) e Vettel – e oito pilotos subindo pelo menos uma vez no pódio. O último deles talvez tenha sido o mais surpreendente, nem tanto pelo vencedor (Vettel), mas pelos outros dois integrantes, o finlandês Kimi Räikkönen e o francês Romain Grosjean, ambos da Lottus.

A McLaren, que no Bahrein ficou fora do pódio pela primeira vez no ano, também pretende levar a Barcelona carros melhorados. O equilíbrio é a principal preocupação de Button.

‘Barcelona é um circuito que castiga a falta de equilíbrio como em nenhum outro lugar. Se o carro funcionar, então realmente poderemos lutar pela vitória’, disse o inglês.

Na Williams, o piloto Bruno Senna, que já somou 14 pontos em 2012, acredita que a escuderia deverá continuar evoluindo, mas ressaltou que é difícil fazer prognósticos em uma temporada tão equilibrada.

‘Eu tenho confiança que a equipe continuará mais ou menos onde começou. É difícil dizer, tem sempre uma surpresa ou outra durante a temporada de algumas equipes que evoluem ou regridem’, comentou o brasileiro. EFE