Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Massa garante ter respaldo da Ferrari: ‘Sinto que a equipe toda me apoia’

Madri, 18 mai (EFE).- Em meio a mais um começo de temporada difícil, no qual somou apenas dois pontos em cinco corridas, o piloto brasileiro Felipe Massa garantiu nesta sexta-feira que se sente apoiado por todos na Ferrari, apesar da pressão de estar em seu último ano de contrato com a equipe italiana.

Em uma longa entrevista ao site da escuderia, Massa se mostrou otimista para reagir na temporada e até desabafou se dizendo ‘p…’ por ter sido punido com um drive-through no GP da Espanha, no último domingo.

‘Sinto que a equipe toda me apoia. Obviamente, eles não estão felizes com os resultados e eu também não estou. O que todos nós queremos é sair dessa fase e voltar ao normal. É possível e com certeza é o que eu quero e eu sei que com a ajuda da equipe nós conseguiremos’, disse o brasileiro.

Massa não conseguiu vencer uma corrida sequer desde que sofreu um grave acidente durante os treinos do Grande Prêmio da Hungria de 2009. Sua última vitória aconteceu no Brasil, em 2008. O piloto, contudo, não acredita que o fato ocorrido em Hungaroring tenha influência na ausência de bons resultados.

‘Eu me perguntei 45 mil vezes sobre isso e não acredito que tenha acontecido. E para não ficar apenas me perguntando, fui procurar respostas, fazendo uma série de perguntas e passando por exames médicos. Todos os médicos que consultei juram de coração que não há absolutamente nenhum vestígio do impacto com a mola’, revelou Massa.

‘Quanto a mim, não me sinto diferente de como era antes daquele fim de semana. Por exemplo, se fosse verdade que eu não teria a mesma vontade ou coragem de vencer de antes, como podem explicar o fato de eu provavelmente ser um dos melhores em largadas e não ser do tipo que se segura quando se trata de ultrapassagem?’, completou.

Entretanto, o piloto brasileiro, que está na Ferrari desde 2006, admitiu que está tendo dificuldades parar tirar o máximo do F2012.

‘Está claro que não é um carro fácil de dirigir, e está difícil encontrar um bom balanço. Diversas vezes me vi tendo que lutar com o carro e, nessas circunstâncias, é fácil perder um décimo aqui ou ali. É sabido que não temos pressão aerodinâmica suficiente e estamos perdendo em tração nas curvas mais lentas, o que pode ser o maior problema’, comentou Massa, que acredita que o segundo lugar obtido pelo companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso, mostrou uma evolução da Ferrari em Montmeló no último fim de semana.

‘Na Espanha, fizemos uma evolução significativa, que pode ser claramente vista na performance de Fernando na corrida. Mas eu também, quando tive pista limpa à minha frente, tive um ritmo bom. Tivemos também um pequeno progresso em velocidade, outro aspecto em que sofremos muito desde o início da temporada’, acrescentou.

Massa ainda fez elogios a Alonso, que está em segundo lugar no Mundial, com os mesmos 61 pontos do líder Sebastian Vettel (61). Para ele, o espanhol vive um grande momento.

‘Temos que considerar que Fernando está pilotando de forma extraordinária. Ele está em grande forma, talvez perfeito’, resumiu. EFE

arh/dr