Marcos teme saída de Luan do Palmeiras: ‘Ele vai fazer muita falta’

Considerado dispensável por muitos torcedores até a semana passada, Luan ganhou aplausos calorosos neste domingo na vitória do Palmeiras sobre o Avaí. Autor de dois gols no estádio do Canindé, o meia-atacante foi brilhante tanto na defesa como no ataque e recebeu até uma palavra de incentivo do ídolo Marcos.

Na visão do camisa 12, a diretoria do Palmeiras deve ter um carinho especial na tentativa de renovar o contrato do companheiro. O problema é que os direitos de Luan estão presos ao Toulouse, da França, que exige uma negociação em definitivo por cerca de R$ 6 milhões. A ordem no Palestra Itália é tentar uma nova negociação por empréstimo.

‘O Luan sabe que não é craque, mas é um batalhador, faz gols, ajuda a marcar, é cara que nos ajuda muito. Se não tiver oportunidade de renovar, vai fazer muita falta’, avisou o arqueiro campeão da Copa Libertadores da América de 1999.

Marcos classifica Luan como um ‘quebrador de pedras’. Mas o próprio camisa 21 considerava-se em divida por marcar poucos gols pelo time – foram sete tentos em 30 partidas na temporada 2011.

No momento de maior cobrança, o apoio da família foi decisivo para Luan. ‘Meu pai falou que essa fase ruim iria passar, para não me preocupar com a ansiedade, que uma hora a bola entraria. Eu fiz muitos gols na época de São Caetano, quem me viu lá sabe o que eu posso fazer’, comentou o atleta, artilheiro do Campeonato Brasileiro, ao lado do vascaíno Bernardo, com quatro gols.