Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Maradona morde e assopra: ‘Messi não tem de ser mimado’

Ex-jogador disse que Messi tem de ser tratado como todos os jogadores da seleção argentina

O ex-jogador Diego Armando Maradona comentou pela primeira o vice-campeonato da seleção da Argentina na Copa América do Chile e, ao falar sobre a atuação de Lionel Messi, com quem é constantemente comparado, bateu e depois alisou: disse que o craque do Barcelona decepcionou em campo e não deve ser mimado por ninguém, mas torcedores e imprensa têm de parar de perseguir o camisa 10.

“É lógico que o critiquem, é fácil. Temos o melhor do mundo, que faz quatro gols na Real Sociedad e quando joga na seleção nem toca na bola. E dizem: ‘Ele é argentino ou sueco?’ Mas parem de chatear com essa história de que é preciso mimá-lo. Devemos tratar Messi como todos os jogadores que vestem a camisa da seleção. É o melhor do mundo, para o bem e para o mal. Mas, atenção, Messi não matou nem estuprou ninguém, não façamos novela com isso”, afirmou Maradona ao jornal esportivo Olé nesta segunda-feira.

Leia também:

Neymar defende seleção brasileira e Messi: ‘Não se pode ganhar sempre’

Messi recusa prêmio de melhor da Copa América após nova decepção

Maradona faz plástica e aparece diferente em Cuba

Maradona, que foi treinador de Messi na Copa de 2010, quer que o astro sempre na seleção. “Não devemos ser extremistas, mas também não podemos nos acostumar a ser segundo colocados sempre.” O herói do título mundial de 1986 considerou que o Chile mereceu o título e faltou garra ao ataque argentino. “O Chile foi superior, teve mais atitude, enquanto alguns da Argentina caminhavam em campo, e não estou falando do Messi. Ele segue sendo um fenômeno como sempre. Temos um time que ataca, mas quando nos atacam, deveríamos ter um plano B.”

(da redação)