Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Magnano cita conversas particulares e convoca Nenê e Leandrinho

O técnico Rubén Magnano incluiu Nenê e Leandrinho na lista para os Jogos de Londres-2012, divulgada em São Paulo na manhã desta quinta-feira. Ao justificar a convocação da dupla que recusou o chamado para o Pré-olímpico-2011, o treinador citou conversas particulares que teve com ambos.

‘Tive um bate-papo com eles em Denver e em Toronto que ninguém conhece, além de nós. Foi essa conversa que me levou a dar uma nova chance. Estávamos em um momento delicado, em que infelizmente a polêmica repercutiu mais que a vaga olímpica, e avaliei as coisas muito seriamente’, declarou Magnano.

O treinador argentino se recusou a revelar o conteúdo da conversa que teve com os dois astros da NBA ainda antes do Pré-olímpico de Mar del Plata, além de reiterar que gosta de avaliar os jogadores diretamente, e não apenas pelo desempenho nos clubes. Questionado sobre a recepção do grupo à dupla, Magnano pediu tolerância.

‘A capacidade de aceitação é uma coisa chave para qualquer seleção. As equipes que não têm isso, dificilmente conseguem alguma coisa. Os jogadores top precisam descer um escalão para se colocar em uma situação de time. Se não tivermos aceitação, vamos ter problemas. Os atletas não têm direitos, mas sim obrigações’, declarou.

Ao falar especificamente sobre Nenê, que recusou seguidas convocações nos últimos anos, Magnano se disse satisfeito com o comportamento do jogador durante a preparação para o Mundial da Turquia-2010, do qual o atleta acabou cortado por lesão. Ainda que estejam na lista, os astros da NBA não têm vaga garantida, avisou o argentino.’Não vou falar do que aconteceu antes da minha chegada. Se eu não tivesse confiança nos jogadores, dificilmente convocaria e dificilmente eles jogariam. Foi a confiança que nos alimentou e nos permitiu ganhar essa vaga olímpica. Sem dúvida, vou ter um mês para ver se eles estão realmente confiantes em busca de um lugar na equipe’, disse.

Além das presenças de Nenê e Leandrinho, a convocação do norte-americano Larry Taylor também teve destaque na lista de Magnano. O jogador chegou a participar do período de treinamento para o Pré-olímpico, mas não finalizou o processo de naturalização a tempo, o que aconteceu recentemente.

‘Quando uma seleção tem vários jogadores para cada posição, a possibilidade de escolha é maior e a chance de errar, menor, porque há concorrência e ninguém entra na zona de conforto. O Larry já me demonstrou que pode ajudar muito a Seleção, mas isso não quer dizer que ele já está garantido’, declarou Magnano.

O argentino divulgou uma lista com 13 nomes, incluindo Tiago Splitter e Anderson Varejão, além de mais dois jovens convidados para participar do período de preparação. Como o pivô Rafael Hettsheimer, lesionado, será fatalmente cortado, ficam apenas 12 jogadores. No entanto, Magnano avisou repetidas vezes que o grupo ainda não está fechado.

MAGNANO QUER PATRIOTISMO

No comando da seleção argentina, Rubén Magnano contou com o comprometimento de seus jogadores para conquistar o título Olímpico em Atenas-2004. Atual técnico do Brasil, ele promete incentivar o amor à camisa entre os atletas.

‘Na Argentina, eles tinham uma característica muito clara de comprometimento pelo país e demonstravam isso por suas atitudes. A seleção conseguiu o que conseguiu também por conta disso’, declarou.

Experiente, ele quer ver seus atletas, entre eles Nenê e Leandrinho, com o mesmo empenho. ‘Espero ter a capacidade de colocar essa cota de patriotismo para que eles saibam o que significa defender as cores da Seleção’, disse.

Desta forma, os atletas convocados para o Sul-americano que será realizado na Argentina de 18 a 22 de junho, em tese, ainda estão no páreo. O grupo, comandado pelo técnico Gustavo De Conti, conta com alguns atletas chamados para o Pré-olímpico-2011, como Rafael Luz e Vitor Benite.

Os atletas convocados por Magnano se apresentarão no próximo dia 10 de junho, em São Paulo, sede dos treinamentos. Antes dos Jogos de Londres, com início previsto para 27 de julho, o Brasil realiza uma série de amistosos contra adversários como Argentina, Estados Unidos, França e Austrália.

Nos dias 11 e 12 de julho, a Seleção disputa o Super Four de Foz do Iguaçu ao lado de México, Argentina e mais um rival ainda indefinido. A ideia de Magnano é determinar os 12 selecionados para Londres após o evento no Paraná. Na Inglaterra, o Brasil está no Grupo B ao lado de Austrália, China, Inglaterra, Espanha e mais um adversário que passará pelo Pré-olímpico.

‘Teoricamente, Estados Unidos e Espanha são candidatos firmes ao ouro. Depois, os demais estão todos em situação parecida. O sonho da medalha, ninguém pode tirar, mas falar é uma coisa e fazer é outra. Ganhar uma medalha entre 12 times é muito difícil, porém já aprendi com esse esporte que nada é impossível, apenas custa um pouco mais’, disse Magnano, campeão com a Argentina em Atenas-2004.

Confira a convocação de Rubén Magnano para as Olimpíadas:

Armadores

Marcelinho Huertas (Barcelona-ESP)

Larry Taylor (Bauru)

Raulzinho (Lagun Aro-ESP)

Alas

Leandrinho (Indiana Pacers)

Marcelinho Machado (Flamengo)

Marquinhos (Pinheiros)

Alex (Brasília)

Alas/pivô

Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers)

Guilherme Giovannoni (Brasília)

Pivôs

Tiago Splitter (San Antonio Spurs)

Nenê (Washington Wizards)

Caio Torres (Flamengo)

Rafael Hettsheimer (Zaragoza-ESP)

Convidados

Ricardo Fischer (São José) – Armador

Ronald Rodrigues (Brasília) – Ala/pivô