Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Macaca apronta para cima do Paraná e vence em Curitiba

Em jogo com três cartões vermelhos e pouca bola nas redes, a Ponte Preta conseguiu um grande resultado ao bater o Paraná Clube por 1 a 0, em plena Vila Capanema, em um duelo de seis pontos pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado os campineiros se isolaram na vice-liderança, com 26 pontos, um a menos que a Portuguesa. Mesmo com a derrota, os paranista seguem na terceira posição.

Depois de uma primeira etapa sem bola na rede, o jogo voltou quente depois do intervalo. Em dez minutos, Ferron, pela Macaca, e Luciano Castán, pelo Tricolor, receberam cartão vermelho. O placar foi aberto apenas aos 25 minutos, com Renatinho, que aproveitou rebote do goleiro Zé Carlos para empurrar para o gol.

Na próxima rodada, o Paraná Clube volta a campo no sábado, quando encara o São Caetano, em partida marcada para a Vila Belmiro, em Santos. Já a Ponte Preta encara no mesmo dia a Portuguesa, em mais um duelo direto, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo – O Tricolor da Vila, contando com um torcedor empolgado, partiu para o ataque tentando abrir rapidamente o placar. Logo no primeiro minutos, Jefferson Maranhão recebeu lançamento, viu o espaço para chutar e arrematou com perigo. Aos dois minutos, confusão na área, Rone Dias tentou desviar, mas o árbitro marcou falta sobre Júlio Cesar. Brinner, atuando como lateral, chegou em velocidade e cruzou forte demais.

Apesar do maior domínio de bola, O Paraná passou a ter mais dificuldade para criar e passar pela defesa da Macaca, que aguardava para encaixar um contra-ataque. Depois de uma pequena confusão entre os jogadores, a bola voltou a rolar. Aos 17 minutos, Giancarlo recebeu na área, mas permitiu o desarme. Aos 22 minutes, Rone Dias deu um drible desconcertante e mandou a bomba para defesa de Júlio César.

O jogo ficou truncado no meio-campo, com muitos chutões de ambos os lados.Aos 32 minutos, Lima ariscou um chute de muito longe, por cima da meta. Aos 35, o arremate do lateral foi melhor e levou perigo. Aos 40, em um raro lance para a Ponte Preta, Renatinho cobrou falta na entrada da área e isolou.

Na segunda etapa, as equipes voltaram sem mudanças, mas, em cinco minutos, a Macaca perdeu um jogador. Ferron recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. A vantagem numérica durou apenas cinco minutos, já que Luciano Castán, também com dois amarelos, foi mais cedo para o chuveiro. Aos 11 minutos, Ricadrinho cobrou falta e a bola foi pela linha de fundo.

O equilíbrio nos homens em campo refletiu também na partida. Aos 18, boa oportunidade para Cambará levar na área, mas a bola foi cair nas mãos do goleiro Júlio César. Estreando com a camisa paranista, logo em seu primeiro lance, o atacante Borebi aproveitou cruzamento para bater de primeira para fora, com muito perigo, aos 23 minutos.

O Paraná voltou a se encontrar no jogo e começou uma pequena pressão. Aos 31 minutos, Rone Dias cobrou falta, Cris desviou de cabeça e a bola carimbou a trave. Até que veio o banho de água fria para a torcida tricolor. Aos 35, Guilherme bateu para o gol e, no rebote do goleiro, Renatinho apareceu para empurrar para as redes. Para piorar, Cris recebeu o segundo amarelo e também foi expulso, deixando o Paraná desfalcado.