Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Luis Fabiano é decisivo, Vasco bate Bahia e vence a primeira

Depois de um tropeço na estreia do Campeonato Brasileiro, time cruzmaltino fez valer a força de seu estádio contra o tricolor baiano

Goleado na estreia do Campeonato Brasileiro, o Vasco conseguiu a reabilitação, ao derrotar o Bahia por 2 a 1, em partida disputada na manhã deste domingo, em São Januário. O resultado fez a equipe cruz-maltina subir, provisoriamente, para a 11ª posição, com três pontos ganhos,enquanto o Tricolor de Aço, também com três pontos, ocupa a quarta colocação, mas deve perder a posição ao final da segunda rodada. Yago Pikachu e Luis Fabiano marcaram para o Vasco, enquanto Gustavo anotou para a equipe do nordeste.

Sem Nenê, barrado pelo técnico Milton Mendes, o Vasco demorou a engrenar, o que só aconteceu no segundo tempo quando marcou os gols que garantiram a primeira vitória na competição nacional. O Bahia atuou com um time misto, para poupar titulares para a final da Copa do Nordeste, e foi dominado a maior parte do jogo, só subindo de produção depois de sofrer o segundo gol, quando o técnico Guto Ferreira colocou alguns titulares em campo.

Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Fluminense, em São Januário. O Bahia vai encarar o Botafogo, no Nilton Santos.

O JOGO

Apoiado por uma torcida numerosa, o Vasco assumiu o controle das ações, tentando imprensar o Bahia contra a defesa. Aos sete minutos, o Vasco criou a primeira grande oportunidade. Douglas bateu falta e Luis Fabiano cabeceou para grande defesa de Jean que espalmou para escanteio. Logo depois foi a vez de Rafael Marques cabecear para fora após cobrança de escanteio.

O Bahia encontrava muitas dificuldades para chegar na área cruz-maltina e se limitava a tentar bloquear as investidas dos donos da casa.

Aos 14 minutos, o goleiro Jean voltou a aparecer bem ao defender conclusão de Luis Fabiano, após passe de Kelvin. Um minuto depois, o Fabuloso voltou a concluir com perigo, após lançamento de Pikachu.

O primeirto chute do Bahia só aconteceu aos 18 minutos, quando Gustavo concluiu e a bola passou longe do gol de Martín Silva. Quatro minutos depois, o lateral Jean perde a bola para Gustavo que é derrubado antes de entrar na área. A cobrança de Juninho explodiu na barreira e a zaga carioca aliviou.

O time dirigido por Milton Mendes voltou a animar a torcida aos 24 minutos, quando o lateral Gilberto fez boa jogada individual e bateu com perigo.

Escalado na vaga de Nenê, Kelvin tentava se movimentar pelos dois lados do campo, tentando criar condições para a conclusão de Luis Fabiano.

Aos 33 minutos, o Bahia voltou a assustar depois que Juninho bateu falta, a bola desviou na zaga e saiu com muito perigo, assustando Martín Silva.

Depois de um início animador, o Vasco caiu muito de produção e a torcida já começou a dar sinais de irritação com os erros cometidos pela equipe de Milton Mendes.

Vasco consegue seus gols, sofre pressão no final, mas vence a primeira no Brasileirão

Os dois times voltaram modificados para o segundo tempo. Lesionado, o zagueiro Rafael Marques saiu para a estreia de Breno. No Bahia, Allione e Zé Rafael entraram para reforçar o sistema ofensivo da equipe, saindo Diego Rosa e Maikon Leite.

O Tricolor retornou mais agressivo e aos seis minutos, quase marcou em chute forte de Armero que Marín Silva defendeu, de forma quase milagrosa.

Dois minutos, o Vasco marcou em seu primeiro ataque organizado na segunda etapa. Após receber lançamento, Luis Fabiano escorou para a entrada de Yago Pikachu que só deslocou na saída de Jean.

Empolgado com a vantagem, o Vasco quase marcou o segundo aos dez minutos, quando Luis Fabiano lançou Jean que entrou na área, mas o goleiro do Bahia dividiu a jogada e salvou sua equipe.

Sem outra alternativa, o time visitante partiu para buscar o empate e criou uma boa chance aos 16 minutos, quando Gustavo cabeceou e a bola encobriu o travessão defendido por Martín Silva.

A resposta do Vasco foi imediata. Matheus Vital mandou a bomba e Jean fez grande defesa. O goleiro da equipe baiana voltou a aparecer bem em chute do zagueiro Bruno que apareceu na entrada da área, sem marcação.

Aos 20 minutos, o Tricolor de Aço desperdiçou outra chance, quando Gustavo, livre na área, cabeceou para fora, após cruzamento de Armero.

O técnico Guto Ferreira tentou aumentar a força ofensiva da sua equipe, trocando o volante Matheus Salles pelo atacante Edgar Junio.

O Vasco voltou a criar uma boa chance aos 26 minutos, quando Kelvin recebeu na entrada da área e chutou forte, mas Jean fez boa defesa.

Aos 30 minutos, a equipe de São Januário marcou o segundo gol. Kelvin recebeu do lado direito e arriscou. O goleiro Jean deu rebote e Luis Fabiano, oportunista, apareceu para colocar nas redes. Foi o gol de número 400 do goleador na carreira.

O Bahia não desistiu e marcou seu primeiro gol aos 37 minutos, através de Gustavo. O atacanta recebeu passe de Allione e mandou a bomba que Martín Silva não conseguiu defender.

Nos acréscimos, Gilberto e Armero se desentenderam e receberam cartão amarelo. Foi a segunda advertência do lateral colombiano que acabou expulso de campo.

No último lance importante do jogo, Kelvin invadiu a área e bateu para grande defesa de Jean que evitou o terceiro gol.

FICHA TÉCNICA: VASCO 2 X 1 BAHIA

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de maio de 2017 (Domingo)
Horário: 11h (de Brasília)
Público: 17 770 pagantes
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Cartão Amarelo: Jean, Luis Fabiano, Gilberto, Martín Silva (VAS); Gustavo, Armero (BAH)
Cartão Vermelho: Armero (BAH)
Gols: Yago Pikachu (VAS), aos oito minutos, Luis Fabiano (VAS) aos 30 minutos e Gustavo (BAH), aos 37 minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques(Breno), Paulão e Henrique; Jean(Bruno Consedey), Douglas, Mateus Vital e Yago Pikachu(Wagner); Luis Fabiano e Kelvin. Técnico: Milton Mendes

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Eder e Pablo Armero; Matheus Salles(Edgar Junio), Edson, Diego Rosa(Allione) e Juninho; Maikon Leite(Zé Rafael) e Gustavo. Técnico: Guto Ferreira\

(Com Gazeta Press)