Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Longe da meta, Rio-2016 prorroga inscrição de voluntários

Comitê esperava receber 300.000 interessados em trabalhar (de graça) durante os Jogos, mas atraiu pouco mais da metade. Com isso, o prazo foi prorrogado

O Comitê Organizador da Olimpíada Rio-2016 prorrogou o prazo de inscrições do programa que selecionará 70.000 voluntários para trabalhar na organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Previsto para acabar neste sábado, o prazo foi ampliado em um mês, até o dia 15 de dezembro. O motivo da mudança foi a baixa procura: o Comitê estimava receber 300.000 inscrições (número atingido nos Jogos de Londres-2012), mas recebeu pouco mais da metade disso – 162.000 até o momento. As incrições devem ser feitas no site oficial do evento.

Leia também:

Rio-2016: Medalha dos Jogos terá material reciclado​

Rio-2016 promete entregar obras no prazo. Algumas mal começaram

Prefeito promete legado maior que o de Barcelona e sem elefante branco

A dois anos do início, Rio-2016 já tem uma cara

Comitê Paralímíco quer 5º lugar no quadro de medalhas

Apesar da procura abaixo da meta, a organização da primeira Olimpíada no Brasil acredita que o número de candidatos deverá crescer consideravelmente nesse último mês. “Tivemos um aumento significativo de inscrições nas últimas semanas. Foram vários pedidos de prorrogação da data. Percebemos que ainda há muitos interessados que não se inscreveram. Decidimos então estender o prazo para que todos tenham a oportunidade de participar. Essa é a última chance”, afirmou Flavia Fontes, gerente do Programa de Voluntários Rio 2016. Até agora, o Comitê garantia que não estenderia o prazo para tentar se aproximar um pouco mais da meta estabelecida inicialmente.

Ao todo, 70.000 voluntários vão trabalhar na Olimpíada. Desses, 45.000 atuarão nas disputas olímpicas (de 5 a 21 de agosto de 2016) e 25.000 nas paralímpicas (7 a 18 de setembro de 2016). É possível participar dos dois eventos – basta fazer essa opção na ficha de inscrição. O período mínimo de trabalho é de dez dias. O candidato brasileiro deve ter mais de 18 anos. Não será obrigatório falar inglês ou outros idiomas. Ainda assim, o comitê vai oferecer um curso de inglês on-line, gratuitamente, durante um ano para os voluntários que quiserem. Os estrangeiros, por sua vez, terão de apresentar o número do passaporte e enfrentar um teste de conhecimento básico do português.

Os voluntários vão ser alocados em nove áreas de atuação. A maior delas será a de atendimento, com 30.000 vagas. Os demais postos serão distribuídos entre esportes, tecnologia da informação, saúde, produção de cerimônias, apoio operacional, imprensa e comunicação, e protocolo e línguas. O voluntário terá de custear as próprias despesas com hospedagem e transporte para as cidades que receberão as competições – além do Rio, Salvador, São Paulo, Brasília e Belo Horizonte vão receber o torneio de futebol. O comitê garante o transporte dentro das cidades, os uniformes e a alimentação durante as competições.