Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lincoln admite desentendimento com D. Orlando, mas desmente agressão

O meia Lincoln declarou nesta terça-feira, por meio de nota divulgada por sua assessoria de imprensa, que o que aconteceu durante a partida entre Vasco e Avaí, que decretou o rebaixamento do clube catarinense para a segunda divisão, foi apenas uma cobrança mais ríspida entre ele e Diogo Orlando dentro de campo, situação comum no futebol.

‘O que realmente aconteceu foi que, dentro de campo, ainda no primeiro tempo, Diogo e eu nos cobramos de maneira mais ríspida, o que é uma situação corriqueira dentro do futebol’, disse o camisa 99.

Ainda de acordo com o atacante, todos os jogadores do Avaí estavam nervosos pela situação em que o time se encontrava no campeonato, e que tanto ele quanto o volante estavam apenas cobrando uma reação da equipe dentro das quatro linhas, mas que não aconteceu nenhum tipo de agressão no vestiário.’Logicamente agressões não devem existir jamais, porém não devemos dar uma dimensão aos fatos maior do que ela realmente tem. O que posso garantir é que não houve nenhum tipo de agressão física dentro do vestiário. Acredito que eu e o Diogo buscávamos o melhor para o Avaí naquele momento, pois só a vitória interessava. Infelizmente não conseguimos e estou realmente muito chateado com tudo isso, porque o Avaí não merecia cair’, disse.

O futuro de Lincoln no Avaí deve ser decidido em uma reunião entre o atleta e a diretoria do clube na tarde desta terça-feira, quando o time se reapresenta ao técnico Edson Neguinho.