Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Liga Europa: Ajax x United; uma final de tradição em Estocolmo

Com equipes jovens, holandeses e ingleses buscam retomar fase gloriosa no continente. Final desta quarta é marcada por luto por ataque terrorista

A final da Liga Europa de 2017 reunirá duas das mais tradicionais equipes do continente: Ajax e Manchester United, clubes que marcaram época no passado e que nos últimos anos sofrem com a ausência de grandes conquistas. O jogo marcado para às 15h45 (de Brasília), na Arena Friends, em Estocolmo, na Suécia, terá homenagens às 22 vítimas do recente atentado terrorista em Manchester.

O Manchester United não ganha um título europeu desde a Liga dos Campeões de 2008 e jamais foi campeão da Liga Europa (antiga Copa Uefa). Já o Ajax, campeão do torneio em 1992, foi campeão continental pela última vez em 1995, quando venceu a Liga dos Campeões – e também o Mundial, diante do Grêmio.

O português José Mourinho, técnico do United, acredita que esses fatores tornam a partida desta quarta-feira muito especial para todos os envolvidos e para a própria competição. “São dois times que poderiam brigar pelo título da Liga dos Campeões e que têm tradição e história para isso. É um orgulho poder participar desta festa.”

O treinador Peter Bosz, do Ajax, teme pela falta de experiência internacional de seus atletas – a média de idade do time é de 22 anos.”Meus jogadores nunca participaram de uma final continental e isso tem peso importante em momentos como esses. O Manchester United tem um elenco financeiramente reconhecido, mas sei que podemos surpreender.”

Os dois times apostam em atletas jovens e talentosos, como Jesse Lingard (24 anos) e Marcus Rashford (19), do United, e Frenkie de Jong (19)  Kasper Dolberg (19). O brasileiro David Neres (20), vendido pelo São Paulo por 50 milhões de reais, é opção para o segundo tempo, assim como o atacante Justin Kluivert (18), filho do histórico goleador Patrick Kluivert. 

Nas semifinais, o Ajax eliminou o Lyon, da França, com dificuldade. O time holandês goleou na ida por 4 a 1 e foi superado na volta por 3 a 1, na França. O Manchester United também passou sufoco: bateu o Celta por 1 a 0 na Espanha, mas não conseguiu mais do que um empate por 1 a 1 em casa.

Ajax e United têm desfalques importantes: o time inglês não contará com o zagueiro marfinense Eric Bailly, expulso contra o Celta. Phil Jones deve assumir o posto. O Ajax, por sua vez, terá o zagueiro Heiko Westermann na vaga de Nick Viergever, expulso diante do Lyon.

O vencedor da decisão garante lugar na fase de grupos da próxima Liga dos Campeões. O United depende desta conquista para jogar a principal competição do continente, já que terminou o Inglês apenas em sexto. O Ajax, vice-campeão holandês, tem vaga garantida na fase preliminar do torneio.

Jogadores do Ajax fazem um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do atentado em Manchester (Dean Mouhtaropoulos/Getty Images)

Terrorismo –  A final ganhou contornos de luto após o atentado terrorista na cidade inglesa. “Nossos pensamentos estão com as vítimas e as famílias das pessoas afetadas”, afirmou a Uefa em comunicado. O órgão informou que levou em conta o risco terrorista desde o início dos preparativos e garantiu a segurança do evento na Suécia. 

José Mourinho, demonstrou solidariedade com as vítimas. “Estamos todos muito tristes pelos eventos trágicos da última noite. Não podemos tirar as vítimas e os familiares das nossas cabeças e de nossos corações”, afirmou, pelo Twitter. “Temos um trabalho para fazer e vamos voar para a Suécia para realizá-lo. É uma pena que não possamos viajar com a felicidade que sempre temos antes de um grande jogo.”