Leandro Damião minimiza seu gol e fala em ‘guerra’ na Vila Belmiro

Apesar de só não escalar titulares que estavam com problemas físicos, o Inter claramente enfrentou o Ypiranga neste sábado, pela estreia do segundo turno do Campeonato Gaúcho, pensando no duelo contra o Santos, na quarta-feira, pela Libertadores. Por isso, Leandro Damião preferiu destacar mais a preparação para jogar na Vila Belmiro do que seu gol.

‘O importante é o time vencer, independentemente de quem faça os gols. Devemos destacar o time’, falou o atacante na saída do campo, bastante avesso às entrevistas – exatamente após a ‘Gazzetta dello Sport’, da Itália, noticiou que o Milan estaria disposto a pagar 30 milhões de euros (cerca de R$ 68 milhões) por ele

Como seus companheiros, o centroavante, autor do gol da vitória por 2 a 1 sobre o Ypiranga, mostrava-se mais focado na visita ao atual campeão da Libertadores. ‘Agora é descansar. Com certeza, será uma guerra na Libertadores. Vamos fazer tudo para conseguir a vitória’, prometeu.

O Santos estava tão presente na mente dos atletas que Dátolo, dono de boa atuação ao entrar no lugar de João Paulo no intervalo, espera ter convencido Dorival Júnior de que tem condições de ser usado no litoral paulista. Principalmente se D’Alessandro não puder ser escalado novamente

‘Foi bárbaro poder jogar para tentar ficar pronto para os torneios. Tomara que eu tenha uma chance na Libertadores’, comentou Dátolo.