Juventus aposenta escudo da pior maneira possível

Novo logotipo foi bastante criticado por torcedores e estreará na próxima temporada em clima de decepção por mais uma derrota em finais

Foi com mais uma dolorosa derrota na final da Liga dos Campeões, diante do Real Madrid, que a Juventus se despediu de seu tradicional escudo. A partir da próxima temporada, o clube italiano estreará seu novo “logo”, revelado em janeiro. A dor pela quinta derrota consecutiva em finais – campeão em 1985 e 1996, a Juventus perdeu as decisões de 1997, 1998, 2003, 2015 e 2017 – inclusive, talvez aumente a rejeição da torcida alvinegra em relação desenho “minimalista”. Ou traga mais sorte para as próximas competições europeias.

No início do ano, a diretoria da Juventus chocou seus milhões de fãs ao revelar seu novo “logotipo” – sim, foi apresentado como “logo” e não “escudo” ou “emblema”, como é normalmente chamado o símbolo que identifica um clube de futebol. O desenho minimalista, com um J estilizado, dividido em duas faixas brancas, não agradou a imensa maioria dos torcedores bianconeri – e fez a alegria dos rivais, que espalharam piadas pela Internet.

A principal crítica diz respeito ao fato de o desenho lembrar mais o logo da uma marca do que o escudo de um clube. “O novo logo, que será usado a partir de julho de 2017, representa a Juventus em sua essência: as listras da camisa, o scudetto da vitória e o J do nome. Três elementos que constituem o DNA da Juventus”, defendeu-se o clube em comunicado.

Na época, o clube ainda usou hashtags e vídeos em inglês para divulgar a novidade – o que também irritou os italianos mais tradicionalistas. As mudanças, no entanto, fazem parte de uma estratégia da família Agnelli, que chefia a Juventus, de modernizar o clube mais popular da Itália. No início da semana, o clube anunciou um acordo com a seguradora alemã Allianz, que passará a batizar o Juventus Stadium, inaugurado em 2011.

Imagens da próxima camisa, que estreará em agosto deste ano, já com o novo logo, vazaram nas redes sociais: