Juan manda torcedores da Lazio calarem a boca após sofrer com gritos racistas

Roma, 4 mar (EFE).- Os gritos racistas que alguns torcedores da Lazio entoaram contra o brasileiro da Roma, Juan, neste domingo, provocou a ira do jogador, que chegou a mandar a torcida calar a boca.

Após ouvir durante vários minutos o coro racista, o zagueiro reagiu, mas nada adiantou.

O árbitro do jogo Mauro Bergonzi chamou o capitão da equipe, Stefano Mauri, para advertir-lhe que se os gritos não fossem cessados a partida poderia ser suspensa.

Mauri tentou acalmar os torcedores e usou até o alto falante do estádio para lembrar que o clube é responsável pelo comportamento de seus torcedores, e que poderia receber punições.

O clássico terminou com a vitória da Lazio por 2 a 1, mas ficou marcado pelo episódio protagonizado por alguns torcedores radicais. EFE

ccg/as