Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Joinville bate o Winner/Limeira e define quartas de final do NBB

O Joinville é o último classificado às quartas de final da temporada 2011/12 do Novo Basquete Barasil (NBB). Jogando no estádio Carl Hansen, a equipe catarinense derrotou o Winner/Limeira por 86 a 78 e fechou a série melhor-de-cinco em 3 a 2. Na próxima fase, o time encara outro paulista: o Pinheiros, segundo colocado na fase de classificação e que já estava esperando o adversário.

Os outros três duelos também estão definidos: São José/Unimed/Vinac e Vivo/Franca, Uniceub/BRB/Brasília e Itabom/Bauru, e Flamengo e Unitri/Universo.

Os dois primeiros quartos de partida mostraram um Bishop inspirado pelo lado dos donos da casa, comandando a equipe que liderou o marcador desde as primeiras posses de bola. Na primeira parcial, os catarinenses mostraram um ataque vistoso e conseguiram abrir três pontos de vantagem.

Na segunda, com uma defesa mais onsistente e contando com uma série de erros, principalmente da linha dos três, da equipe paulista, os anfitriões conquistaram outros cinco tentos de vantagem e foram para o intervalo com 40 a 32 e oito de frente.

No terceiro, pareceu que tudo seria decidido. Com um início avassalador, o Joinville chegpu a conseguir 18 de frente, mas o adversário mostrou muita gana para conseguir diminuir sua desvantagem e ir para a decisão com déficit de dez.

Na parcial decisiva, tudo caminhava tranquilo para os catarinsnes, mas as roubadas de bola de Erick Tatu e as bolas de três Ronald Ramon foram colocando os times mais próximos no placar. Outro que surgiu com importância foi o experiente Rogério, que fez diferença chegar aos dois pontos em 75 a 73.

As emoções continuaram fortes, e o próprio Rogério teve a chance de empatar, mas errou arremeso de fora quando estava 77 a 74. Os anfitriões, então, converteram o ataque e voltaram a cinco pontos. Depois disso, o Winner se atrapalhou em dois ataques, perdendo bolas bobas, e viu a classificação ir embora com uma bandeja de Kojo, abrindo 81 a 74 no minuto final, prévis dos 86 a 78 finais.