Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jogando diante de sua torcida, Argentina pega a Suíça no Itaquerão

Invasão de fãs argentinos em São Paulo é estimada pela prefeitura em 70 mil visitantes do país vizinho

A Argentina, liderada por Messi, encara a Suíça nesta terça-feira no Itaquerão, em São Paulo, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Os bicampeões mundiais são favoritos, principalmente por estarem jogando apoiados pela invasão dos torcedores argentinos, que prometem encher o estádio em São Paulo. A prefeitura estimou em 70 mil os fãs do país vizinho que estarão na cidade nesta terça.

Leia também:

Placar da zueira: como será o jogo entre Argentina e Suíça

Messi posa com a camisa do Corinthians no Itaquerão

Sabella faz mistério e não confirma Lavezzi no time

Os argentinos venceram todas as partidas no Mundial até agora, mas ainda não convenceram. Com vitórias apertadas contra Bósnia, Irã e Nigéria – adversários teoricamente inferiores -, a Argentina busca a vaga com bom retrospecto em oitavas: nas duas últimas Copas, caiu nas quartas (e ambas derrotas para a Alemanha).

Leia também:

Argentina tem segurança reforçada na chegada a SP

Prefeitura de SP espera receber 70 mil argentinos

Os grandes jogos da primeira fase da Copa

No último treino antes do jogo, realizado no Itaquerão, o técnico Alejandro Sabella fez mistério com relação à equipe titular. Para o lugar de Agüero, lesionado, o atacante Ezequiel Lavezzi deve ser escalado. O esquema 4-3-3, o preferido de Messi, também deve ser mantido nesta terça.

Leia também:

Documentário ‘Messi’ vai estrear dia 2 de julho no Rio

Na 2ª fase, chave desequilibrada. E os argentinos festejam

Argentino Agüero se lesiona e deve perder Copa

​Neymar chuta, Messi passa. E quem está melhor?

A Suíça nunca derrotou a Argentina na história (foram quatro vitórias sul-americanas e dois empates) e vai tentar repetir seu melhor resultado em Copas e chegar às quartas, como em 1934, 1938 e 1954. Para isso, conta com a habilidade de Xherdan Shaqiri, meia do Bayern de Munique que anotou os três gols na última partida contra Honduras.

Siga no Instagram: uma seleção de fotos exclusivas em @vejanoinsta

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Na atividade de reconhecimento suíço do gramado do Itaquerão, o treinador Ottmar Hitzfeld fez a equipe treinar chutes de média distância. O time deve ser o mesmo que enfrentou Honduras e o único desfalque será o atacante Mario Gavranovic, que rompeu os ligamentos do joelho direito no sábado e já retornou a seu país para se recuperar. Quem ganhar o confronto entre Argentina e Suíça enfrentará o vencedor de Bélgica e Estados Unidos, que jogam também nesta terça, às 17h (de Brasília), em Salvador.

(Com Estadão Conteúdo e agências AFP e EFE)