Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jogador do Bilbao nega pisão em Neymar e critica ‘atitudes’ do brasileiro

Atacante do Barcelona voltou a se envolver em confusão diante da equipe basca

Neymar voltou a ser destaque no futebol espanhol na noite desta quarta-feira. Sem Lionel Messi, lesionado, e Luis Suárez, suspenso, o brasileiro assumiu o protagonismo absoluto do time na vitória do Barcelona por 2 a 1 sobre o Athletic Bilbao, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Rei, no estádio San Mamés. Mas, como de costume nos duelos entre catalães bascos, Neymar não escapou de confusão.

Leia também:

Real Madrid se mantém como o clube mais rico do mundo; Barcelona encosta

Sampaoli brinca sobre amizade entre Messi, Suárez e Neymar: ‘A Fifa deveria intervir’

Barcelona quer emprestar Douglas de graça – mas ninguém quer

Neymar marcou o segundo gol do Barcelona – Munir havia aberto o placar pouco antes – e já na segunda etapa se envolveu em um lance controverso com o veterano Aritz Aduriz, autor do gol do Athletic. Depois de aplicar um chapéu no adversário, Neymar foi tocado e derrubado. Na sequência, Aduriz acertou o pé nas costas do brasileiro de maneira leve, mas o atacante do brasileiro se contorceu de dor no gramado.

Ao final da partida, Aduriz disse que pediu desculpas a Neymar por tê-lo acertado, ainda que de forma leve. “Me desculpei com Neymar porque rocei o pé um pouco, mas não tive a menor intenção de machucá-lo. São coisas que ficam no campo”, disse o jogador de 34 anos. Ele reconheceu o talento de Neymar, mas criticou seu comportamento. “Neymar é um craque mundial, mas às vezes eu gostaria que tivesse outras atitudes.”

A rixa entre Neymar e os jogadores do Bilbao é antiga. Na final da Copa do Rei do ano passado, o brasileiro aplicou uma “carretilha” em um adversário quando o placar já marcava 3 a 1 a favor do Barça, a poucos minutos do fim. O lance foi considerado um deboche desnecessário até mesmo por alguns colegas de equipe e pelo treinador do Barça, Luis Enrique, e deu início a uma enorme confusão no gramado do Camp Nou. Na ocasião, Neymar disse que não quis humilhar os rivais e que não mudaria seu estilo ousado de jogar.


(da redação)