Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jaílson falha duas vezes e técnico estreia com vitória no Paulista

O Paulista de Jundiaí recebeu o Guaratinguetá no estádio Jayme Cintra disposto a colocar um ponto final na série de seis derrotas consecutivas. Apesar do rendimento abaixo do esperado diante da própria torcida, o time do estreante Luiz Carlos Martins venceu por 2 a 1, tendo marcado em duas falhas do goleiro Jaílson, com Welton e Júnior Alves

Quem abriu o placar foi a Garça, de pênalti, aos 12 minutos do primeiro tempo, com Lúico Flávio. O gol de empate, primeira das falhas de Jaílson, foi cinco minutos depois e a virada, em novo fracasso do camisa 1 e capitão do Guará, aconteceu já no segundo tempo. O goleiro saiu mal em cobrança de escanteio e o zagueiro Júnior Alves cabeceou com perfeição no canto esquerdo.

Após a 12rodada do Estadual, o time de Jundiaí sobe aos 16 pontos e assume a 11colocação definitiva, ultrapassando São Caetano e Portuguesa. Já o Guará, que perdeu outra vez, permanece apenas uma posição à frente da zona de rebaixamento, com nove pontos. Na próxima rodada, que será disputada apenas no final de semana em virtude do início da Copa do Brasil, o Paulista visita a Ponte Preta no Moisés Lucarelli e o Guaratinguetá recebe o Bragantino.

O Jogo – O Paulista tinha maior volume de jogo desde o apito inicial, mas não conseguia evoluir em busca do gol. O time de Jundiaí parecia sentir a sequência de derrotas no Campeonato Paulista e, pressionado, errava passes e tinha dificuldades para se movimentar no gramado do Jayme Cintra

Apesar de estarem um pouco abaixo tecnicamente do que os adversários, foi o Guará quem abriu o placar. Em cobrança de pênalti aos 12 minutos, no canto esquerdo de Vágner, Lúcio Flávio marcou a favor dos visitantes, que ainda não haviam armado uma jogada ofensiva sequer.

No minuto seguinte, o Paulista ignorou o gol tomado e reiniciou a pressão dos primeiros minutos de bola rolando. Barboza arriscou de longe e Jaílson fez boa defesa, em dois tempos. No entanto, aos 17, o goleiro do Guará seria o grande vilão de sua própria equipe, ao falhar bisonhamente no gol de empate do Paulista.

Em bola levantada na área por Wellington, a bola foi rebatida pela zaga do Guaratinguetá e sobrou livre para Jaílson agarrar e sair o jogando. Para sua infelicidade, o capitão da equipe errou o tempo, não conseguiu segurar e deixou cair no chão. Welton, esperto, apareceu por baixo para concluir a gol e deixar o goleiro da Garça cabisbaixo por conta do erri,

A última chance clara de gol foi novamente do Paulista, com chute de fora da área de Madson, pela linha de fundo, sem sustos para Jaílson.

Na etapa complementar, o Guaratinguetá tentou reagir, mas teve dificuldades nos minutos iniciais. Apesar da leve pressão, nenhuma chance foi criada. Bom para o Paulista, que tinha o contra-ataque para evoluir e ainda ficou, a partir dos 19 minutos, com um jogador a mais. Por falta cometida em jogada individual de Richely, Rocha levou o segundo amarelo e acabou expulso do jogo.

Com a vida facilitada, o Paulista ainda se aproveitou de outra falha do goleiro Jaílson para virar a partida. Em cobrança de escanteio, o camisa 1 saiu muito mal do gol e não conseguiu socar a bola cruzada. Sem sair do lugar, Júnior Alves levantou a cabeça e acertou o canto esquerdo para marcar o segundo dos anfitriões, aos 24 do segundo tempo.

Os últimos minutos da partida foram de controle do Paulista, que investia na velocidade de Rychely para alcançar o terceiro gol, mas não se esforçava muito. A vitória por apenas um gol de diferença se fez oportuna para o Paulista, que tenta sair do momento de crise e ainda acabou afundando o Guará. Sem mobilidade e poder de reação, o time de Vilson Tadei fica ainda mais próximo da zona de rebaixamento.