Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Itália e Japão: equilíbrio inclusive nas estatísticas

O jogo em números

A partida entre Itália e Japão, que começou com uma imensa pressão por parte os japoneses, principalmente nos dez minutos iniciais, teve momentos bem distintos. No primeiro tempo, o Japão conseguiu se aproveitar da até aquele momento sonolenta defesa italiana: conforme os números da Opta, líder mundial no registro detalhado dos grandes jogos do futebol internacional, o time asiático acertou cinco chutes no gol, não teve nenhum chute bloqueado e marcou dois gols. Já no início da segunda etapa, a pressão inicial foi da seleção italiana, que chegou a virar o placar. Nos quinze minutos finais, os japoneses voltaram a dominar a partida. No fim das contas, as estatísticas das equipes ficaram relativamente equilibradas. O Japão teve mais a bola no pé: enquanto a seleção asiática deteve 58,3% da posse de bola, os italianos a dominaram durante 41,7% do tempo. Nas disputas áreas, cada equipe levou a metade, enquanto que nas disputas de bola pelo chão, o Japão teve ligeira vantagem, vencendo em 52,7% dos casos. Como o futebol está longe de ser matemático, o equilíbrio parou por aí. Os japoneses bem que tentaram, mas não conseguiram empatar a partida, que terminou em 4 a 3 para os italianos.

(Kalleo Coura, do Recife)

Leia também:

Leia também: Em jogo eletrizante, Itália bate o Japão e passa à semifinal