Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inter em crise espera se recuperar na Liga dos Campeões

A Inter de Milão, que parecia ter entrado no ritmo certo após um péssimo início de temporada, voltou a decepcionar nestas últimas semanas, ao somar apenas um ponto e sofrer 13 gols em cinco partidas pelo Campeonato Italiano.

O time ‘nerazzuro’ espera reencontrar seu jogo nesta quarta-feira na sua visita ao Olympique de Marselha, pela partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

O técnico Claudio Ranieri já tentou de tudo, mudando o esquema tático em cada jogo, e o presidente Massimo Moratti não sabe mais o que fazer para espantar a crise.

Se Ranieri for demitido, será o quinto a deixar o cargo em menos de 20 meses. Para substituí-lo a imprensa italiana citou o nome do seu auxiliar técnico, Beppe Baresi, além do embaixador do clube, o português Luis Figo, ou o ex-goleiro Walter Zenga.

Nas três última partidas que disputou, a Inter sofreu três derrotas humilhantes, duas em pleno San Siro para times da parte de baixo da tabela (1 a 0 para o Novara e 3 a 0 diante do Bologna na sexta-feira) e uma goleada de 4 a 0 para a Roma, na capital.

Um retrospecto indigno da equipe que conquistou quatro títulos em 2010 (Liga dos Campeões, Campeonato Italiano, Copa da Itália e Mundial de Clubes)

Seus principais jogadores estão começando a sentir o peso dos anos: o capitão Javier Zanetti tem 38, o zagueiro brasileiro Lúcio 33 e o volante Estaban Cambiasso 31.

“Zanetti e Cambiasso são incríveis. Sempre jogam porque são eles que guiam seus companheiros de equipe”, explicou o técnico Ranieri.

Apesar do desgaste dos jogadores mais experientes do elenco, os jovens como Andrea Poli, Marco Faraoni, Joel Obi ou Luc Castaignos têm pouquíssimas oportunidades de mostrar seu talento.

O meia holandês Wesley Sneijder, grande destaque da equipe em 2010 junto com o atacante argentino Diego Milito, não consegui voltar ao seu melhor nível após ter passado a maior parte do início de temporada machucado.

“Com Sneijder atrás dos atacantes, perdemos um homem no meio de campo, e perder um duelo neste setor pode significar perder o jogo”, explicou Ranieri, que deve deixar o holandês no banco de reservas nesta quarta-feira no estádio Vélodrome de Marselha.

Sem Sneijder, a Inter tinha conseguido uma recuperação espetacular no Campeonato Italiano de novembro a janeiro, com sete vitórias consecutivas, saindo da zona de rebaixamento para alcançar a quarta posição.

Após a derrota da última sexta-feira, o time ‘nerazzuro’ caiu para o sétimo lugar, 14 pontos atrás do líder Milan.

O técnico também não sabe como usar o maior reforço do clube para esta temporada, o uruguaio Diego Forlan, que chegou para substituir o camaronês Samuel Eto´o e ainda não conseguiu se firmar na equipe por ter sofrido repetidas lesões.

A venda de Eto´o para o Anzhi Makhachkala, time russo do brasileiro Roberto Carlos, talvez tenha sido a principal causa da crise atual, já que o atacante africano marcou nada menos que 38 gols na temporada passada com a Inter.

Apesar da situação difícil atravessada pelos italianos o Olympique de Marselha não espera uma partida fácil no estádio Vélodrome.

Na fase de grupos, outro clube francês, o Lille, pegou a Inter pensando em enfrentar uma equipe em crise e acabou sofrendo duas derrotas que provocaram sua eliminação.

“Eles vêm de uma série negativa, mas tenho certeza que será uma outra equipe na quarta-feira. Eles já não têm mais chances no Campeonato Italiano e vão apostar todas as suas fichas na ‘Champions'”, avaliou o treinador do Olympique, Didier Deschamps.