Iarley pede paz no clássico goiano: ‘Não temos culpa se o Vila cair’

Nesta sexta-feira, o Goiás terá uma delicada situação pela frente no Brasileiro da Série B. O Esmeraldino irá enfrentar o Vila Nova, maior rival de sua história, no Serra Dourada e, caso vença a partida, poderá decretar o rebaixamento antecipado do clube goiano para a Terceira Divisão.

Preocupado com as possíveis retaliações da torcida adversária, Iarley fez questão de livrar o Goiás de qualquer culpa pelo rebaixamento do Tigre e pediu para que os torcedores evitem qualquer manifestação violenta após o término da partida. O experiente jogador ainda destacou o grau de importância do jogo para sua equipe e se mostrou confiante em uma vitória diante do rival.

‘Quero deixar bem claro de que o Goiás não tem culpa de o Vila cair. A torcida deles não pode aumentar o grau de rivalidade, de violência. A gente não tem culpa. É a mesma rivalidade. Houve apenas uma coincidência de a gente chegar nesse jogo assim, mas o problema não é o Goiás. A gente não tem culpa nenhuma de o Vila cair, e os três pontos para nós são tão importante quanto para eles, porque se a gente não ganha, os times de baixo já encostam’, disparou Iarley.

Além de clamar por um clássico tranquilo, o meia evitou falar em qualquer chance do Goiás retornar à Série A do Brasileiro neste ano. Para o atleta, o time tem que estar focado em se distanciar das últimas colocações e se livrar da ameaça do rebaixamento, para depois pensar em novas metas na competição.

‘A nossa mentalidade agora é a de se distanciar da zona de rebaixamento matematicamente. Depois, no final, se as combinações permitirem que a gente brigue pelo acesso, será um pensamento para se ter mais à frente. O torcedor tem direito de sonhar, e nós jogadores também, só que a realidade não é essa. A realidade é vencer esse jogo’, finalizou o meia.

O Goiás ocupa atualmente a 11colocação na Série B, com 45 pontos ganhos, enquanto o Vila Nova está na 18posição, com apenas 31. A partida entre ambos os times acontecerá nesta sexta-feira, às 20h30 (de Brasília), no estádio Serra Dourada, com o mando de campo para o Tigre.