Goleada mostra que aposta na base já dá certo na Portuguesa

Há uma diferença clara entre o elenco da Portuguesa na Série B do ano passado para o deste ano: enquanto medalhões como o atacante Dodô e o lateral esquerdo Athirson saíram da equipe, mais jogadores das categorias de base estão tendo espaço. A aposta na juventude já funcionou na primeira rodada da segunda divisão.

Com gols de Guilherme e Henrique, ambos com 20 anos, a Lusa goleou o Náutico por 4 a 0, no último sábado, e assumiu a vice-liderança do campeonato, mas o técnico Jorginho avisa que ser formado pelo clube não é garantia de espaço na equipe.

‘Naturalmente eles vão ter espaço, mas vão jogar desde que mostrem. Se o que vier de fora for melhor, joga ele. Se o da base é melhor, o de fora nem vem encher a peciência. Deixa que os meninos seguram o rojão’, afirmou.

O meia Henrique, um dos destaques da goleada, garante que os garotos rubro-verdes estão prontos para ajudar, mas quer dividir a responsabilidade. ‘Não só a base, mas o jogadores experientes também vão ajudar’, explicou.

Um deles é o volante Ademir Sopa, de 31 anos. Ele acredita que a Portuguesa só tem a ganhar aliando a juventude à experiência. ‘A gente viu que os jogadores novos estão batalhando. Eles já jogam desde o ano passado e têm uma certa experiência’, lembrou.

Além de Henrique e Guilherme, a Lusa também aposta no zagueiro Jaime, de 21 anos, e no atacante Rafael Silva, de 20, frequentemente entre os titulares.