Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gerard Piqué, o aparecido, está em todas

O cara do dia

Gerard Piqué é jogador de futebol – e um bom jogador de futebol, por sinal. Cria do Barcelona, o espichado zagueiro passou quatro temporadas no Manchester United antes de retornar ao Camp Nou, em 2008, bem a tempo de participar da gênese da equipe que, sob o comando de Pep Guardiola, encantou o planeta. Mas Gerard Piqué não se contenta em ser apenas um bom jogador de futebol. Sejamos francos: ele quer aparecer. E isso é um dos seus direitos inalienáveis. E então, fora de campo, Piqué pinta e borda. Atua com desenvoltura como garoto-propaganda de linhas de roupas, aparece em cenas de chamego com o companheiro de equipe Zlatan Ibrahimovic e, pra se vingar dos malévolos boatos de que é sensível demais, conquista a cobiçada popstar Shakira, dez anos mais velha – e ainda tem um filho com a colombiana. Dentro das quatro linhas, porém, sua área de atuação no tocante a pavonices fica um tanto limitada pelo regulamento do esporte. Então, nesta Copa das Confederações, Piqué resolveu atuar de mangas compridas no calor escaldante de Salvador ou Fortaleza – atraindo os olhares de boa parte do público, que ficou sem entender nada. Na partida desta quinta-feira, contra a Itália, porém, ele nem precisava ter apelado a esse recurso. Com esforço comovente, o zagueiro do Barcelona foi um dos destaques da equipe espanhola, fazendo-se notar tanto na defesa quanto no ataque – para onde praticamente se mudou nos minutos finais da dramática vitória da Fúria. “Foi um jogo com muito calor, muita umidade. As pernas sentem, mas é um prazer estar exausto dessa maneira – e classificado.” Apesar da dedicação exemplar, é bem verdade que Piqué perdeu, de forma inacreditável, duas chances que poderiam ter garantido o triunfo já no tempo normal. Mas redimiu-se ao converter sua cobrança na série de penalidades – sob o olhar atento, claro, da esposa Shakira, ovacionada a cada aparição no do telão da Arena Castelão. Teve gente no estádio que nem sequer viu a cobrança: estavam virados para a tribuna, fotografando as reações da moça do Waka Waka. Piqué, por sua vez, só recebeu vaias. Mas nosso cara do dia, vaidoso, se contenta com a velha máxima: falem mal, mas falem de mim.

(Celso de Campos Jr., de Fortaleza)

Pique da Espanha comemoram vitória nos pênaltis contra a Itália, na semifinal da Copa das Confederações, em Fortaleza

Pique da Espanha comemoram vitória nos pênaltis contra a Itália, na semifinal da Copa das Confederações, em Fortaleza (VEJA)

Leia também:

Em batalha épica, Espanha bate Itália e decidirá com o Brasil

A façanha dos italianos: dividir a posse de bola com a Fúria

Fotos exclusivas: em Fortaleza, vândalos atacam antes do jogo

Calor nas partidas no Nordeste brasileiro? Esperem até 2014…

Copa das Confederações

Copa das Confederações (VEJA)