Fluminense recebe Boca Juniors disposto a ser primeiro do grupo

O Fluminense recebe o Boca Juniors nesta quarta-feira, às 22h(de Brasília), no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ), disposto a garantir a primeira colocação do Grupo 4 da Copa Libertadores. O Tricolor chega para esta penúltima rodada na ponta da tabela de classificação com 12 pontos, cinco a mais que o seu adversário. Em caso de empate os brasileiros asseguram o primeiro lugar da chave.

Apesar de estar perto de ganhar o Grupo 4, o Fluminense pretende ser o primeiro colocado na classificação geral. Com isso o Tricolor, que está com cem por cento de aproveitamento, poderá decidir sempre o mata-mata em casa até mesmo em caso de chegar a uma decisão.

‘Nós conseguimos o primeiro objetivo, que era a classificação para as oitavas de final. Esta foi a nossa primeira meta quando começamos a disputar a Copa Libertadores, já que sabíamos que a nossa chave estava longe de ser muito tranquila. Agora queremos a primeira posição do grupo e ficar entre os melhores da classificação final, projetando a próxima etapa. Ganhar do Boca Juniors é fundamental por conta disso’, afirmou o meia Thiago Neves.

O técnico Abel Braga, porém, prega cautela em relação ao confronto desta quarta-feira. Isso porque os torcedores estão em clima de euforia, colocando o Boca Juniors como uma espécie de ‘freguês’ do Fluminense. O Tricolor eliminou os argentinos nas semifinais da Copa Libertadores de 2008 e derrotou o rival no mês passado por 2 a 1, em La Bombonera.

‘O Boca Juniors é uma grande equipe e vai contar sempre com o nosso respeito. O jogo na Argentina esteve longe de ser fácil, assim como acontecerá aqui no Rio de Janeiro. Vamos enfrentar um adversário de grande tradição, que precisa fazer o resultado e que sempre dá trabalho. Será uma partida equilibrada e espero que a gente consiga a vitória’, disse Abel.

Abel Braga tem apenas uma dúvida para definir o time do Fluminense. O volante Edinho, com uma entorse no tornozelo esquerdo, não tem escalação garantida. Caso ele seja vetado, o colombiano Edwin Valencia segue na posição. Em relação ao time que no fim de semana derrotou o Madureira por 2 a 1 pelo Grupo B da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, o Tricolor terá o retono do meia Deco e do artilheiro Fred, que foram preservados por apresentarem sintomas de desgaste muscular, e do atacante Wellington Nem, que cumpriu suspensão automática.

Pelo lado do Boca Juniors, o técnico Julio Cesar Falcioni alertou seus jogadores sobre a necessidade de uma marcação muito eficiente para não dar espaços ao Fluminense. O treinador lembrou da qualidade dos jogadores adversários, mas acredita que sua equipe tem plenas condições de retornar para Buenos Aires com três pontos.

‘Nós sabemos que não podemos dar espaços ao Fluminense, pois quando isso acontece a qualidade dos jogadores deles acaba fazendo toda a diferença. Foi assim na Argentina e acabamos pagando um preço caro, perdendo um jogo e pontos que fazem falta até hoje. Mas com seriedade e obediência tática podemos ganhar’, disse Julio Cesar Falcioni.

O Boca Juniors tem problemas para este jogo. O lateral esquerdo Clemente Rodríguez e o volante Pablo Ledesma, ambos com dores na coxa direita, serão examinados no dia do jogo e podem ser vetados. Nesse caso, Sánchez Miño entra na lateral e Diego Rivero atuará no meio-de-campo. O volante Leandro Somoza, expulso na vitória por 2 a 0 sobre o Arsenal, cede a sua vaga a Cristian Erbes. Porém o grande desfalque do time será o seu principal astro, o meia Juan Riquelme, que sequer viajou ao Brasil devido a uma lesão no joelho esquerdo. Cristian Chávez atuará na vaga do apoiador.

Para este compromisso o Boca Juniors viajou embalado ao Brasil, pois no fim de semana derrotou o Argentinos Juniors por 2 a 1 e lidera o Torneio Clausura com vinte pontos conquistados.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-BRA X BOCA JUNIORS-ARG

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 11 de abril de 2012 (Quarta-feira)

Horário: 22h (de Brasília)

Árbitro: Dario Ubriaco (Uruguai)

Assistentes: Carlos Pastorino (Uruguai) e Carlos Changala (Uruguai)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho (Edwin Valencia), Diguinho, Deco e Thiago Neves; Wellington Nem e Fred

Técnico: Abel Braga

BOCA JUNIORS: Agustín Orion, Facundo Roncaglia, Rolando Schiavi, Juan Insaurralde e Clemente Rodríguez (Sánchez Miño); Diego Rivero (Pablo Ledesma), Cristian Erbes, Walter Erviti e Cristian Chávez; Pablo Mouche e Santiago Silva

Técnico: Julio Cesar Falcioni