Flamengo sofre, mas vence o Duque de Caxias e segue na briga

O Flamengo passou novo sufoco no estádio Cláudio Moacyr, em Macaé, na tarde deste domingo, desta vez contra o Duque de Caxias. Depois de sair na frente com gol de Vágner Love, o Fla assistiu ao empate do Caxias com Rodrigues, e só conseguiu a vitória com a cobrança de um pênalti por Ronaldinho, aos 37 do segundo tempo.

Com a vitória, o Fla conquistopu seus primeiros pontos na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, e subiu para o quarto lugar no Grupo A.

O Flamengo tem uma difícil e decisiva semana (de quinta a quinta) pela frente, com dois duelos pela Libertadores, contra Emelec e Olímpia, e o Fla-Flu no próximo domingo.

O Jogo – O Flamengo foi surpreendido no primeiro tempo com a disposição com que o Duque de Caxias foi para o jogo. Os comandados de Joel tentavam tocar a bola no meio de campo, mas sofriam com a pressão caxiense.

Aos 3 minutos, o lateral Arílson arriscou de longe e Felipe fez a defesa. O mesmo Arílson iniciou jogada aos 7 e levantou na área. A zaga afastou e o ataque do Caxias aproveitou o rebote, mas Felipe novamente segurou.

Quando o Caxias era melhor em campo, o Flamengo abriu o placar aos 12. Vágner Love recebeu de Deivid, dominou, passou pelo goleiro e mandou na trave. Mas no rebote, o atacente Rubro Negro não desperdiçou: 1 a 0.

O Caxias assustou aos 15 na cobrança de um escanteio por Juninho, em que a bola foi no travessão de Felipe.

Mas na sequência é o Fla que quase chega ao segundo no contra-ataque. Ronaldinho lançou Vágner Love, que não soube conmcluir bem e o goleiro Fernando fez a defesa.

Dois minutos depois, um susto. Em dividida com o atacante Gilcimar, o joelho do caxiense acertou a cabeça do goleiro Felipe, que perdeu os sentidos. A ambulância foi acionada e o jogador levado ao hospital, mas já estava consciente ao deixar o estádio.

Na volta da interrupção de mais de sete minutos, o Fla chegou duas vezes com perigo, aos 26 e aos 29. Na primeira, Galhardo levantou na área e Deivid finaliza mal. No segundo, foi a vez de Vágner Love cabecear para fora.

Antes do final da etapa inicial, o Fla ainda chegou mais uma vez com perigo. Aos 42, Deivid tentou de longe mas mandou pela linha de fundo.

O Flamengo voltou para o segundo tempo sem alterações na escalação, mas por outro lado, a equipe caiu demais de produção, e andava em campo. Ronaldinho Gaúcho estava irreconhecível.

Joel Santana tentou modifica o panorama colocando o jovem Negueba no lugar do apático Deivid, aos 13. Mas o Duque de Caxias tinha a iniciativa do jogo e chegou ao empate dois minutos depois, numa falha do goleiro Paulo Victor.

O lateral Rodrigues percebeu o goleiro adiantado e cobrou com rapidez uma falta da direita. A bola tinha endereço certo, e Paulo Victor tentou afastar mas mesmo tocando na bola não conseguiu evitar o gol: 1 a 1.

O Caxias continuava bem na partida e ameaçou a meta de Paulo Victor aos 20 e 23, nas duas com o atacante Gilcimar. O goleiro do Fla fez a defesa no primeiro lance e David Bráz cortou o segundo.

Para piorar as coisas para a equipe da Gávea, o meia Bottinelli, que havia entrado no lugar de Galhardo, foi expulso ao dar carrinho por trás no lateral Arílson.

Com dez em campo, o Flamengo só voltou a dar trabalho ao goleiro Fernando somente aos 34. Ronalodinho cobrou falta, a bola desviou na barreira e Fernado fez a defesa.

Mas ao contrário do jogo do meio de semana, quando o Flamengo saiu na frente e tomou a virada diante do Boavista, a sorte desta vez estava com os comandados de Joel. Aos 35, Vagner Love é segurado na área antes da cobrança de um escanteio e o árbitro apontou para a marca do pênalti. Dois minutos depois, Ronaldinho cobrou e selou o placar: 2 a 1.

O Caxias ainda teve uma chance de empatar aos 41 em nova cobrança de falta de Rodrigues, mas desta feita Paulo Victor fez a defesa.