Final da Copa bate recorde de audiência nos EUA

Vitória da Alemanha sobre a Argentina foi vista por 26,5 milhões de pessoas

A final da Copa do Mundo estabeleceu um novo recorde de audiência nos Estados Unidos: 26,5 milhões de americanos assistiram à vitória da Alemanha por 1 a 0 sobre a Argentina no último domingo. Antes, a final da Copa da África do Sul em 2010 entre Espanha e Holanda e o empate em 2 a 2 entre Estados Unidos e Portugal, na fase de grupos este ano, detinham a melhor audiência da história do esporte no país, com 24,7 milhões de telespectadores.

Leia também:

Maior que beisebol: NY Times destaca sucesso de audiência da Copa nos EUA

Alemanha marca no final e conquista o tetra no Maracanã

Datafolha: 83% dos estrangeiros aprovam organização da Copa

Copa do Mundo injeta R$ 30 bilhões na economia brasileira

As emissoras ABC, Univisión e ESPN detinham os direitos de transmissão da Copa nos Estados Unidos. De acordo com a Nielsen Media Research, a ABC teve a maior audiência, com 17,3 milhões espectadores na final. Segundo o índice, outras 750.000 pessoas acompanharam o jogo pela internet. A audiência média dos 64 jogos da Copa Mundo teve aumento de 39%, com relação a 2010, na ESPN e na ABC, e de 34% na Univisión, que transmite as partidas em espanhol.

A ESPN obteve uma média de audiência de 4,56 milhões de telespectadores por partida, uma grande evolução se comparada aos 1,04 milhões registrados na Copa do Mundo de 2002, disputada na Coreia do Sul e no Japão.

Mundo – Nas redes sociais, a Copa do Mundo também foi um sucesso. Foram registradas mais de 3 bilhões de interações pelo Facebook e cerca de 672 milhões de mensagens no Twitter, de acordo com dados divulgados pelas empresas que administram estas redes sociais.

Segundo dados divulgados pelo Facebook, cerca de 88 milhões de pessoas publicaram um total de 280 milhões de mensagens ou curtidas no dia da final. No entanto, o momento que mais movimentou o mundo pela rede social foi quando a Alemanha marcou quatro gols sobre o Brasil em apenas seis minutos na semifinal. Em informação divulgada pela Fifa, mais de um bilhão de torcedores do mundo inteiro buscaram se informar sobre o torneio através de plataformas digitais.

(Com agência EFE)