Fernando Alonso largará em quinto nas 500 milhas de Indianápolis

Piloto espanhol surpreendeu na tomada de tempo que definiu o grid de largada da mais tradicional prova do automobilismo americano

O neozelandês Scott Dixon conquistou neste domingo a primeira posição do grid de largada para as 500 Milhas de Indianápolis, prova que será realizada no próximo fim de semana, nos Estados Unidos. Essa foi a terceira pole de Dixon na mais tradicional prova da Fórmula Indy. Mais uma vez, contudo, o grande destaque do treino foi Fernando Alonso. Bicampeão mundial na Fórmula 1 e piloto da McLaren, o espanhol teve excelente desempenho e sairá em quinto. Essa é a primeira participação do piloto em uma prova da Fórmula Indy, o que o deixará de fora do GP de Mônaco, no dia 28, mesma data das 500 Milhas.

Alonso, aliás, sacramentou o bom desempenho dos carros da Andretti, que ficaram também em terceiro, com Alexander Rossi, e em quarto, com o japonês Takuma Sato. JR Hildebrand, por sua vez, foi o sexto (o segundo colocado foi o americano Ed Carpenter, que tem a sua própria equipe e havia sido o mais rápido no sábado). Quem também teve um bom desempenho neste domingo foi o brasileiro Tony Kanaan, da Ganassi, que fez boas voltas e garantiu a sétima posição, logo à frente do norte-americano Marco Andretti e do australiano Will Power. Completou as dez primeiras colocações o piloto da casa Ryan Hunter-Reay.

Três vezes vencedor das 500 Milhas de Indianápolis e quatro vezes pole position, o brasileiro Hélio Castroneves decepcionou neste domingo e fez apenas o 19º tempo. Ele precisará apostar em uma corrida de recuperação se quiser obter sua quarta vitória neste palco mítico do automobilismo.

Sebastien Bourdais sofre acidente em Indianápolis

Sebastien Bourdais sofre acidente em Indianápolis (Greg Huey/AP)

Piloto acidentado é operado, mas está fora de perigo – O gravíssimo acidente sofrido ontem pelo francês Sebastien Bourdais ainda repercutia neste domingo em Indianápolis. O piloto da Dale Coyne perdeu o controle de seu carro e deu de cara contra o muro de contenção do circuito (assista ao replay da batida abaixo). Com múltiplas fraturas na pélvis e no quadril, a equipe de segurança do autódromo levou mais de dez minutos para tirá-lo do carro. Bourdais saiu do carro consciente, mas foi removido de ambulância para o Hospital Metodista da Universidade de Indiana onde passou por cirurgia. Neste domingo a organização da prova divulgou um comunicado com uma mensagem de Bourdais: “Quero agradecer a todos pelo apoio e pelas mensagens, alguns pilotos até passaram por aqui. Levará um tempo, mas me sinto bem após a cirurgia. Eu voltarei (a correr), só não sei dizer quando”, foi o que disse a mensagem.