Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Felipe Massa vê lugar no pódio como ótimo resultado em Interlagos

Com uma temporada abaixo do esperado para um piloto da Ferrari na Fórmula 1, o brasileiro Felipe Massa almeja um lugar no pódio no Grande Prêmio do Brasil, neste domingo, para encerrar o Mundial com seu melhor resultado do ano, em casa. O paulista não acaba uma prova entre os três primeiros colocados desde o GP da Coreia do Sul de 2010, em outubro do ano passado.

‘A gente espera fazer um ótimo trabalho, uma coisa que não aconteceu no ano. Com o pé no chão, um lugar no pódio é um bom resultado. Claro que a vitória vem sempre em primeiro lugar, masa gente sabe que vai enfrentar carros bem rápidos lá na corrida’, disse Massa.

Em Interlagos, o retrospecto é favorável ao piloto da casa, que marcou a pole position em 2006, 2007 e 2008, e ficou com a vitória em 2006 e 2008. Entre os dois primeiros lugares, ele conquistou uma segunda posição, deixando o primeiro posto para seu companheiro Kimi Raikkonen garantir o título da temporada.Neste ano, os melhores resultados do brasileiro foram obtidos nos Grandes Prêmios da Malásia, Europa, Alemanha e Emirados Árabes Unidos, em que ele ficou na quinta colocação. Seu companheiro na Ferrari, Fernando Alonso, venceu o GP da Inglaterra e subiu ao pódio em outras nove oportunidades.

‘Em algumas corridas eu poderia chegar bem, até brigando pelo pódio e isso não aconteceu. Em muitas eu tive problemas durante a prova, e foram várias, não foram poucas. Mas independente disso o ano passou, a gente tem a última corrida e quer fazer um ótimo trabalho, pensando também no ano que vem’, explicou-se o ferrarista.

Com um lugar entre os três primeiros colocados em Interlagos, Massa também impede dois recordes negativos de uma só vez. O primeiro é individual. Desde 1992, um piloto titular da Ferrari não encerra uma temporada sem subir ao pódio. O último foi o italiano Ivan Capelli, que abandonou a F-1 no ano seguinte.

Já o segundo é coletivo. O Brasil não fica sem um representante do pódio durante um Mundial da Fórmula 1 desde 1999. Rubens Barrichello, da Williams, e Bruno Senna, da Lotus-Renault, são os outros pilotos nacionais na disputa, mas Massa é quem tem o carro mais competitivo.