Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Felipe manifesta torcida pelo Boca contra maior rival do Verdão

O meia Felipe fugiu do discurso politicamente correto e manifestou sua torcida para a decisão da Copa Libertadores da América. Reserva na equipe do técnico Luiz Felipe Scolari, o atleta citou a rivalidade contra o Corinthians e declarou sua preferência pelo triunfo do Boca Juniors no torneio continental.

‘Com certeza, vou ‘secar’ o Corinthians. Espero que seja 1 a 0 ou 2 a 0 para o Boca. Vai ser difícil (a partida), mas vou torcer pelo Boca’, afirmou. Felipe acredita que o cenário ideal para o Palmeiras seria o triunfo na decisão da Copa do Brasil, contra o Coritiba, e a derrota do Alvinegro diante do clube argentin

‘Nós sabemos que a rivalidade maior do Palmeiras é contra o Corinthians, e não com Santos e São Paulo. O torcedor nos cobra. O Corinthians tem um bom time, mas, se eles perderem e nós ganharmos, vai ficar melhor’, avaliou.

O meia, inclusive, tinha esperança de ser utilizado pelo técnico Luiz Felipe Scolari na rodada passada do Brasileirão, contra a equipe do técnico Tite. Na ocasião, o jogador até se confundiu com a estratégia do treinador palmeirense, que fez mistério na lista de relacionados. Os convocados anunciados no site oficial do clube foram diferentes dos que Felipão realmente levou para a concentração.

Felipe tinha seu nome incluído na lista falsa e também na verdadeira, mas ficou impressionado com a capacidade do comandante em fazer mistério.

‘Eu não sabia de nada. Vi a lista na programação e só depois fui olhar no site. Isso me pegou de surpresa, mas eu estava nas duas. Ele é bom mesmo nisso’, riu o meia, que acabou cortado do banco de reservas na derrota por 1 a 0.

Ao contrário de Felipe, o atacante Mazinho se esquivou de dar opinião sobre a final da Copa Libertadores e preferiu não declarar apoio a qualquer um dos clubes para o jogo da noite desta quarta-feira, no estádio La Bombonera, em Buenos Aires.

‘Vou assistir e acho que vai ser um grande jogo, mas estou sem preferência. Não vou torcer por ninguém’, ponderou.