Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Felipão aproveita vaga na final para pedir clube sem vaidades

O técnico Luiz Felipe Scolari teve uma sequência de atritos nos bastidores do Palmeiras desde que retornou ao clube, em 2010. Porém, depois de ter se classificado para a decisão da Copa do Brasil, animado pela festa promovida pelos torcedores, o treinador fez um apelo para que o ambiente no clube seja o melhor possível na busca pelo troféu nacional.

‘Espero que essa relação de amor e carinho não seja só por parte dos torcedores. Nós também devemos viver um momento diferente e continuado, sem vaidades, entre jogadores, treinador e outras pessoas, para o bem do Palmeiras’, afirmou.

Felipão é alvo de críticas internas de conselheiros do Verdão, pois, antes desta Copa do Brasil, não havia levado o time a uma decisão nesta sua segunda passagem pelo clube. No entanto, o treinador explica que sua autocrítica é maior do que a cobrança dos desafetos.

‘As pessoas que me cobram e avaliam meu trabalho têm de saber que criticam bem menos do que eu me critico, porque, quando vim ao Palmeiras em 2010, minha intenção era fazer o clube melhorar nas competições e disputar títulos. Não tinha conseguido isso nesses dois anos’, ponderou.

Antes de ter avançado à decisão da Copa do Brasil, as principais campanhas de Felipão neste ciclo no Palmeiras foram na Sul-americana de 2010 e no Paulistão de 2011, quando caiu nas semifinais.

‘Tivemos as duas semifinais, mas o resto não andou e não foi por falta de trabalho ou motivação. Aconteceram algumas outras coisas também, que poderíamos ter minimizado, mas já não adianta ficar explicando, porque não vai mudar’, concluiu.