Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Federação Russa ameaça tirar Sharapova da Rio-2016

Eliminada nesta terça do Aberto da Austrália, tenista irritou dirigentes ao dizer que não disputará a Fed Cup para poder tratar de uma lesão.

A federação de tênis da Rússia enviou uma mensagem a sua principal estrela, Maria Sharapova, alertando que a tenista poderá ser excluída dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro caso não defenda o país na Fed Cup – torneio feminino semelhante à Copa Davis.

Sharapova afirmou nesta terça-feira, depois de ser eliminada nas quartas de final do Aberto da Austrália pela americana Serena Williams, que deve viajar à Rússia para a primeira fase da Fed Cup, mas que não está disposta a jogar. “Vou a Moscou, farei parte da equipe, mas não acredito que vou jogar”, declarou a atual número 5 do mundo, referindo-se ao duelo contra a Holanda, marcado para 6 e 7 de fevereiro.

Leia também:

Rio-2016: Djokovic diz que Olimpíada será prioridade

Número 1, Marcelo Melo mira ouro na Rio-2016: “É um sonho”

Rio-2016: quadra de tênis é batizada em homenagem a Maria Esther Bueno

Em 18 de janeiro, a capitã da equipe russa, Anastasia Myskina, anunciou a participação de Sharapova na primeira fase da Fed Cup, ao lado de Sveltana Kuznetsova, Ekaterina Makarova e Anastasia Pavlyuchenkova. Sharapova, porém, explicou nesta terça-feira que segue sofrendo com dores no antebraço, uma lesão que a obrigou a abandonar o torneio de Brisbane, no início deste mês.

“Primeiramente, preciso curar meu antebraço. Acho que isso é muito importante”, afirmou Sharapova, estimando que não jogaria antes de Indian Wells, em março. O presidente da federação russa, Shamil Tarpischev, não gostou nada da novidade.

“Se Sharapova quer participar dos Jogos Olímpicos, precisa jogar com a Rússia na Fed Cup. Essa é a regra e ela precisa jogar contra a Holanda ou na fase seguinte da Fed Cup, isso se conseguirmos nos classificar”, declarou Tarpishchev à agência R-Sport. “Se ela não jogar contra a Holanda e perdermos o duelo, ela não jogará os Jogos Olímpicos”, disse, em tom de ameaça.

Sharapova, de 28 anos, conquistou a medalha de prata olímpica na chave feminina de simples em Londres-2012. Na ocasião, perdeu para a americana Serena Williams. A tenista russa se mudou para os Estados Unidos com apenas sete anos para treinar em uma badalada academia de tênis na Flórida. Ela, no entanto, sempre rejeitou a naturalização americana e se disse orgulhosa de suas raízes.

(com AFP)