Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: Raikkonen é o mais rápido do 1º dia de treinos no Canadá

Piloto finlandês da Ferrari superou Hamilton e o parceiro Vettel nesta sexta

Na briga particular em que se transformou a temporada 2017 da Fórmula 1, entre Mercedes e Ferrari, a escuderia italiana largou na frente no primeiro dia de treinos livres para o GP do Canadá. Nesta sexta-feira, o finlandês Kimi Raikkonen deixou para trás os favoritos Sebastian Vettel e Lewis Hamilton e cravou o melhor tempo.

Depois de ser o quarto colocado pela manhã, Raikkonen arrancou à tarde e marcou 1min12s935. Foi o suficiente para superar a Mercedes de Hamilton, segundo colocado com 1min13s150, e a Ferrari de seu companheiro Vettel, que cravou 1min13s200 e foi o terceiro.

A liderança no dia representa uma vitória pessoal para Raikkonen, depois de ter terminado o GP de Mônaco em segundo, posto que não o agradou, pois ele perdeu a liderança para Vettel dentro dos boxes em um suposto jogo de equipe praticado pela Ferrari para devolver o alemão à pista na primeira posição.

E como de manhã, Mercedes e Ferrari voltaram a ocupar as quatro primeiras colocações no treino da tarde. Coube a outro finlandês, Valtteri Bottas, da equipe alemã, ser o quarto, com tempo de 1min13s310. A Red Bull de Max Verstappen apareceu na quinta posição e encerrou a sequência de pilotos que conseguiram andar abaixo de 1min14s, ao marcar 1min13s388.

O brasileiro Felipe Massa, oitavo pela manhã, alcançou a sexta colocação à tarde, com o tempo de 1min14s063. Fernando Alonso também viveu bons momentos na segunda atividade . De volta à Fórmula 1 nesta sexta após participar das 500 Milhas de Indianápolis, ele havia abandonado a atividade pela manhã, mas cravou o sétimo melhor tempo na segunda sessão, com 1min14s245, mesmo com o limitado carro da McLaren.

Depois de uma manhã decepcionante, a Red Bull teve novamente motivos para lamentar, apesar da quinta colocação de Verstappen. O próprio holandês precisou abandonar a atividade a 20 minutos para o fim após perder o controle e bater. Já seu companheiro, o australiano Daniel Ricciardo, completou somente oito voltas antes de deixar o treino por causa de um problema no motor. Ele foi apenas o 15º, com 1min15s072.

O GP do Canadá é fundamental para Lewis Hamilton, que está 25 pontos atrás do líder Sebastian Vettel – 129 a 104 – na disputa pelo título do Mundial de Pilotos. Atrás do inglês, na terceira colocação, aparece seu companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, com 75, seguido por Kimi Raikkonen, com 67.

Os pilotos voltam à pista em Montreal neste sábado. Às 11 horas (de Brasília), disputam a última atividade livre, seguida do treino classificatório às 14 horas. O GP do Canadá está marcado para o domingo, às 15 horas.

(com Estadão Conteúdo)