Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: Massa quase atropela chefe da Ferrari no 1º treino na Áustria

Brasileiro da Williams conseguiu frear e evitar acidente. Massa foi o nono colocado na atividade, que foi dominada pela Mercedes mais uma vez

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, por pouco não se envolveu em um acidente inusitado com o chefe de sua ex-equipe, a Ferrari, no primeiro treino livre para o GP da Áustria nesta sexta-feira. Quando saia dos boxes de sua equipe, Massa quase atropelou Maurizio Arrivabene, que atravessava a pista desatento. Por sorte, o brasileiro conseguiu frear a tempo e evitar a batida no italiano.

Leia também:

F1: circuito de Ímola pode voltar ao calendário

A F1 para Niki Lauda: ‘Apenas jovens que apertam botões’

F1: em último, Alonso leva na esportiva e posta foto de cabeça para baixo

Depois da atividade, mais uma vez dominada pela Mercedes, Arrivabene foi até os boxes da Williams para pedir desculpas ao brasileiro, que fez o nono melhor tempo da manhã. O alemão Nico Rosberg foi o mais rápido do treino em Spielberg, seguido por seu companheiro de Mercedes e líder do campeonato, o inglês Lewis Hamilton. Kimi Raikkonen, da Ferrari, foi o terceiro, seguido pelo também finlandês Valtteri Bottas, da Williams. O brasileiro Felipe Nasr, da Sauber, fez um bom tempo e terminou em 5º. O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, teve problemas no câmbio e foi o último colocado – mas depois se recuperou e cravou o melhor tempo do dia na segunda atividade.


Punição – O espanhol Fernando Alonso segue em péssima fase com a Mc Laren. Mais uma vez, ele sofreu com os problemas mecânicos e, após apenas dez voltas, fez o quarto pior tempo. Para piorar, Alonso foi punido por exceder o número máximo de quatro motores usados em uma só temporada e terá que largar da última posição no GP da Áustria, neste domingo, em Spielberg. O bicampeão ainda não somou nenhum ponto neste Mundial e o inglês Jenson Button, seu companheiro de equipe, somou apenas quatro em sete corridas.

Outro piloto que recebeu uma punição anunciada nesta sexta-feira foi o australiano Daniel Ricciardo, que passou a usar o quinto motor V6 turbo fornecido pela Renault. O piloto da Red Bull perdeu dez posições do grid. No caso, ele recebeu a punição padrão de dez postos por ter trocado apenas um dos componentes da unidade de potência do seu monoposto.

Resultados do primeiro treino livre para o GP da Áustria de F1:

1: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1min10s401

2: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – 1min10s709

3: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min11s028

4: Valtteri Bottas (FIN/Williams) – 1min11s452

5: Felipe Nasr (BRA/Sauber) – 1min11s633

6: Daniil Kvyat (RUS/Red Bull) – 1min11s642

7: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) – 1min11s724

8: Max Verstappen (HOL/Toro Rosso) – 1min11s825

9: Felipe Massa (BRA/Williams) – 1min11s890

10: Sergio Perez (MEX/Force India) – 1min11s905

11: Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso) – 1min11s948

12: Pastor Maldonado (VEM/Lotus) – 1min12s004

13: Nico Hulkenberg (ALE/Force India) – 1min12s031

14: Jolyon Palmer (ING/Lotus) – 1min12s050

15: Marcus Ericsson (SUE/Sauber) – 1min12s159

16: Jenson Button (ING/McLaren) – 1min12s920

17: Fernando Alonso (ESP/McLaren) – 1min13s272

18: Will Stevens (ING/Marussia) – 1min13s937

19: Roberto Merhi (ESP/Marussia) – 1min15s459

20: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) – 1min15s684

(com Estadão Conteúdo)