F1: Indefinição surpreende direção do GP do Brasil

Apesar de ter contrato com a FIA até 2020, prova em Interlagos não foi confirmada para o calendário da categoria em 2017

Poucas horas depois de a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) divulgar o calendário provisório da temporada 2017 da Fórmula 1 e informar que a disputa do GP do Brasil ainda está “sujeita a confirmação“, a organização da prova de Interlagos se manifestou nesta quarta-feira e se mostrou surpresa com a informação.

“A organização GP do Brasil de Fórmula 1 foi surpreendida, nesta quarta-feira, com a divulgação do calendário provisório do Mundial de F1 para 2017, onde a etapa brasileira aparece condicionada à confirmação”, ressaltou a direção, por meio de nota oficial.

Em imagens exclusivas, os bastidores da F1 em Interlagos

Em seguida, os organizadores lembram que Interlagos tem contrato por mais três anos com a categoria máxima do automobilismo, além do atual, que será disputado em 13 de novembro. “Há um contrato em vigência até 2020 e que será cumprido rigorosamente como sempre ocorreu nestes 45 anos”, encerra a curta nota.

O Brasil recebe uma prova da temporada da Fórmula 1, ininterruptamente, desde 1972 – o circuito de Jacarepaguá, no Rio, sediou a prova em 1978 e depois entre 1981 e 1989; todas as outras foram em Interlagos.

O calendário da categoria para 2017 foi publicado após reunião em Paris do Conselho Mundial do Automobilismo (MMSC, na sigla em inglês).  Nele, constam 18 etapas garantidas no Mundial de 2017 e outras três que ainda precisam ser confirmadas: Brasil, Canadá e Alemanha.

Pelo cronograma divulgado nesta quarta, a temporada será iniciada no dia 26 de março de 2017, na Austrália, e terá o seu encerramento em 26 de novembro, nos Emirados Árabes Unidos. Ainda “sujeito a confirmação”, o GP do Brasil está pré-agendado para 12 de novembro no próximo ano, quando deverá ocorrer a penúltima prova da temporada.

O calendário da Fórmula 1 em 2017:

26 de março – GP da Austrália – Melbourne

9 de abril – GP da China – Xangai

16 de abril – GP do Bahrein – Sakhir

30 de abril – GP da Rússia – Sochi

14 de maio – GP da Espanha – Barcelona

28 de maio – GP de Mônaco – Monte Carlo

11 de junho – GP do Canadá –  Montreal* (a confirmar)

18 de junho – GP da Europa – Baku

2 de julho – GP da Áustria – Red Bull Ring

9 de julho – GP da Grã-Brteanha – Silverstone

23 de julho – GP da Hungria – Hungaroring

30 de julho – GP da Alemanha –  Hockenheim* (a confirmar)

27 de agosto – GP da Bélgica – Spa-Francorchamps

3 de setembro – GP da Itália – Monza

17 de setembro – GP da Malásia – Sepang

1 de outubro – GP de Cingapura – Marina Bay

8 de outubro – GP do Jaãpo – Suzuka

22 de outubro –  GP dos Estados Unidos – Texas

5 de novembro – GP do México – Mexico City

12 de novembro – GP do Brasil –  Interlagos* (a confirmar)

26 de novembro  – GP de Abu Dhabi – Yas Marina

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Depois de ver o autódromo dos Emirados Árabes, Interlagos virou favela.

    Curtir