F1: Fiscal escapa de atropelamento no GP de Singapura

O funcionário da prova estava recolhendo os destroços de um acidente na pista

Uma cena incomum ocorreu neste domingo logo no começo da disputa do Grande Prêmio de Singapura, no circuito urbano de Marina Bay, vencido pelo alemão e – agora líder do Mundial de F1 – Nico Rosberg, da escuderia Mercedes. Um fiscal da prova por pouco não foi atropelado pelo comboio de carros que vinha após a relargada autorizada pela organização do evento.

Na largada, o alemão Nicolas Hulkenberg, da Force India, se envolveu em um acidente com o espanhol Carlos Sainz, da Toro Sosso, e a corrida teve que ser guiada pelo Safety Car até que a situação na pista fosse normalizada. Mas um fiscal, que ainda se retirava da pista após recolher os destroços do acidente, aparentemente não foi avisado da autorização da relargada. O funcionário teve que correr para escapar de uma tragédia.

De acordo com os procedimentos da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), a autorização para a retomada da corrida deve ser checada três vezes antes da chamada final. Um porta-voz da FIA disse ao site especializado Autosport que o incidente será investigado: “Levamos isso muito a sério. Não queremos colocar a culpa em uma pessoa só. Tudo será feito para assegurar que isto não aconteça novamente”.