Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

F1: Chuva forte, embaixadinhas e recorde marcam treino incomum

As curiosidades da 13ª etapa da temporada 2017 da Formula 1

O treino classificatório para o Grande Prêmio da Itália foi para lá de diferente. Foram 3h45 de duração por causa da intensa chuva que caiu no circuito, o inglês Lewis Hamilton fez a melhor volta e quebrou o recorde de pole positions de Michael Schumacher, e Felipe Massa decidiu esperar pelo início das atividades brincando de embaixadinhas com o filho nos boxes da Williams.

Após a chuva atrapalhar o último treino livre, as condições climáticas em Monza voltaram a ser um problema. Pouco menos de cinco minutos depois do início da sessão, o francês Romain Grosjean, da Haas, admitiu que não conseguia enxergar nada enquanto fazia sua volta. Pouco depois, saiu da pista e bateu no mundo, fazendo o treino ser interrompido. Antes disso, Valtteri Bottas, da Mercedes, já havia aquaplanado e escapado do trajeto.

Com bandeira vermelha na pista, o treino classificatório foi interrompido. Até as ações serem reiniciadas, 2h40 depois, Massa, seu filho Felipinho e os mecânicos da Williams pegaram uma bola e ficaram brincando enquanto o tempo não abria.

O treino foi reiniciado e Hamilton marcou o tempo de 1min35s554, mais de 1s mais rápido que o segundo colocado, o holandês Max Verstappen, da Red Bull, e derrubou a marca de Schumacher, que já durava desde o GP da França de 2006.

Verstappen foi seguido pelo companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo. Entretanto, os dois figurarão na parte de trás do grid, já que foram punidos com a perda de 20 e 25 posições, respectivamente, por trocas de motor e de câmbio. Com isso, quem acompanhará Hamilton na primeira fila será o surpreendente Lance Stroll. O canadense, parceiro do brasileiro Felipe Massa na Williams, foi o quarto mais rápido do treino, a 1s478 do britânico.

Lewis Hamilton, da Mercedes, durante classificatória para o GP de Monza (Max Rossi/Reuters)

O outro representante da Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas, terminou em sexto lugar, atrás também do francês Esteban Ocon, da Force India. Logo depois, vieram as Ferrari, com Kimi Raikkonen, também da Finlândia, em sétimo, e o alemão Sebastian Vettel, líder do campeonato, em oitavo. Fecharam o top 10 Massa, com o nono posto, e o belga Stoffel Vandoorne, com o décimo.

(Com Gazeta Press e EFE)