Em vídeo, a última festa do time em Chapecó

Chapecoense celebrou a classificação à final da Sul-Americana com roda de samba e churrasco com os familiares

Há uma semana, elenco e torcida da Chapecoense celebravam o capítulo mais bonito dos 43 anos de história do clube. O empate em 0 a 0 com o San Lorenzo, da Argentina, na Arena Condá, que classificou a equipe catarinense à final da Copa Sul-Americana, merecia uma comemoração digna de título. O técnico Caio Júnior e os atletas foram muito celebrados pelos torcedores nas ruas de Chapecó e levaram seus familiares e amigos para uma celebração que atravessou a madrugada da quinta-feira passada em uma churrascaria, na região central da cidade.

Caio Júnior chegou a divulgar em suas redes sociais um vídeo de sua chegada ao local, no qual recebia abraços carinhosos de torcedores. O elenco da Chapecoense costumava celebrar suas principais vitorias na churrascaria. “Até costumava entregar comida na casa de muitos deles”, diz Mauro Luiz Maciel, gerente do restaurante.

Segundo o funcionário da casa, o clima hospitaleiro e pacato da cidade fazia muitos deles cogitarem estabelecer residência na cidade. Na quarta-feira, a viúva de Cleber Santana, natural de Pernambuco, confirmou a notícia. “Meus filhos não querem sair de Chapecó, estávamos muito felizes aqui.”

Um vídeo do evento mostra os atletas e suas famílias em uma roda de samba no local. Segundo os funcionários da churrascaria, os festejos só terminaram por volta das 6h da manhã. O clube ainda fez uma partida, diante do Palmeiras, em São Paulo, antes de iniciar a viagem que terminaria em tragédia na mata colombiana, a pouco quilômetros do destino final, em Medellín.