Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Evitar faltas próximas à área é arma do Grêmio contra Assunção

O Palmeiras pode não viver um bom momento, mas tem uma arma letal, capaz de decidir jogos a seu favor mesmo sem grandes atuações: as cobranças de falta de Marcos Assunção. A precisão do volante neste tipo de jogada é tratada com muito cuidado pelo Grêmio antes da semifinal da Copa do Brasil, que começa nesta quarta, no Estádio Olímpico.

‘Se estivermos concentrados, podemos diminuir o número de faltas próximas à área. O Marcos Assunção é excelente na bola parada, e precisamos cuidar isso. Temos que estar ligados para não sermos surpreendidos’, alerta o volante Fernando, outro especialista em cobranças de falta. ‘A bola parada pode decidir, sim’, completa.

Desde que foi contratado pelo Palmeiras, em 2010, Marcos Assunção já marcou dois gols de falta contra o Grêmio, ambos no Olímpico: em setembro daquele ano, em uma vitória palmeirense por 2 a 1, e no ano passado, em um empate por 2 a 2. Nesses dois anos, o volante já marcou 23 gols de falta pelo Verdão.

Outra preocupação gremista é vencer sem tomar gols no jogo de ida, para sair à frente também no saldo qualificado. ‘Tivemos dez dias de treinos para aprimorar a parte defensiva. Temos que que tomar cuidadado para não sofrer gols, e estamos conseguindo isso muito bem’, avalia Fernando.

O aproveitamento do Grêmio com Vanderlei Luxemburgo no Olímpico é impressionante: em 11 jogos, a equipe venceu todos. São 30 gols marcados e apenas dois sofridos. O Grêmio não leva gols há quatro jogos. A última vez que o goleiro Victor teve as redes vazadas foi na derrota por 2 a 1 para o Vasco na estreia do Campeonato Brasileiro. São 382 minutos sem sofrer um gol sequer.