Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Europa debate: Buffon pode superar Cristiano na Bola de Ouro?

Goleiro italiano de 39 anos vive fase excepcional na Juventus e é apontado como principal adversário do craque português do Real Madrid

Depois de Cristiano Ronaldo arrasar Bayern de Munique e Atlético de Madri pela Liga dos Campeões – e o Barcelona de Lionel Messi ser eliminado precocemente – parecia barbada que o craque português do Real Madrid levaria novamente, pela quinta vez, os prêmios de melhor jogador do mundo. No entanto, a incrível campanha da Juventus, finalista do torneio, e, sobretudo a força de sua defesa, fizeram emergir um possível concorrente: o veterano Gianluigi Buffon.

Nas últimas semanas, os principais jornais da Europa vem debatendo: o goleiro italiano de 39 anos, consagrado como um dos maiores da história, pode efetivamente levar a Bola de Ouro?

Nesta temporada, Buffon tem boas chances de conquistar a “tríplice coroa”, já que a Juventus deve conquistar o hexacampeonato italiano já na próxima rodada e está nas finais da Copa Itália, contra a Lazio, e da Liga dos Campeões, contra o Real Madrid. E é justamente o fato de Buffon e Cristiano se enfrentarem na decisão, em Cardiff, dia 3 de junho, que apimenta a disputa pelo prêmio de melhor de 2017. O atacante já marcou 10 gols no torneio, enquanto Buffon, que nunca venceu a competição, levou apenas três.

As mudanças na premiação podem favorecer o italiano. Desde o ano passado, a Bola de Ouro voltou a ser oferecida exclusivamente pela revista France Football, que em sua história se acostumou a premiar “o melhor do ano” por voto de jornalistas, enquanto a premiação da Fifa, na qual o voto de jogadores e treinadores tem maior peso, tende a premiar “o melhor do mundo”, independentemente de seu desempenho.

A história do prêmio joga contra Buffon. Apenas um goleiro, o soviético Lev Yashin, conquistou a Bola de Ouro, em 1963. Em 2014, Manuel Neuer, do Bayern de Munique e da seleção alemã, despontou com um dos favoritos, mas terminou em terceiro, atrás dos artilheiros Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Na época, Neuer ironizou os critérios da eleição, dizendo que não tinha chances porque “não posa de cuecas.”

Buffon, no entanto, é um dos atletas mais respeitados do esporte – é campeão mundial com a Itália em 2006, esteve em cinco Copas do Mundo, é ídolo da Juventus e cultuado como um dos melhores da posição em todos os tempos – e sua “candidatura” vem ganhando força, até para encerrar o duopólio entre Cristiano e Messi – o brasileiro Kaká, em 2007, foi o último a conseguir desbancar a dupla nas premiações.

Nesta quarta-feira, o jornal francês L’Equipe considerou que a decisão em Cardiff será decisiva na disputa entre Buffon e Cristiano. O catalão Mundo Deportivo, sempre crítico a Cristiano e ao Real Madrid, tratou como um “escândalo” a última capa da France Football, que, segundo eles, dá praticamente como certa a vitória do português. As publicações italianas, como La Gazzetta dello Sport e Tutto Sport, naturalmente, também repercutem as chances de “Gigi” Buffon. O último italiano a vencer a Bola de Ouro foi justamente um defensor, Fabio Cannavaro, em 2006.

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Roberto Negromonte Santos Negromonte

    Esse merece demais a bola de ouro pelo que representa para o futebol e sua ética.O goleiro deveria ser avaliado pelos gols certos que evitou…só assim poderá concorrer com artilheiros.

    Curtir