Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudo põe Messi e dois brasileiros como melhores em suas posições

Neymar ficou apenas como oitavo melhor atacante da Europa em ranking da CIES Football Observartory

O Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES) divulgou nesta segunda-feira a atualização de seu ranking de desempenho de jogadores das cinco principais ligas da Europa, com destaque para dois brasileiros. De acordo com o CIES Footbal Observatory, o lateral Daniel Alves, do Barcelona, e o zagueiro Thiago Silva, do Paris Saint-Germain, são os melhores de suas posições. O argentino Lionel Messi aparece como melhor atacante, bem à frente de seu colega de Barcelona Neymar, oitavo colocado.

Leia também:

Título espanhol coroa sintonia entre Messi, Suárez e Neymar

Jogo do Real não interessou Casillas: ele preferiu o celular

Guardiola estava certo: não há como parar Messi

O estudo da entidade suíça cria um coeficiente de desempenho de cada atleta para definir os melhores em cada posição de linha (zagueiros, laterais, volantes, meias e atacantes). Seis atributos são avaliados: rigor, recuperação, finalização, distribuição, criação de chances e entrega, totalizando 100 pontos. Todos os líderes da pesquisa possuem a pontuação máxima.

Thiago Silva lidera entre os zagueiros e teria como parceiro ideal o alemão Jerome Boateng, do Bayern de Munique. O argentino Javier Mascherano, do Barcelona, ficou em terceiro. Daniel Alves domina as estatísticas entre os laterais, com o espanhol Jordi Alba, seu companheiro no Barça, em segundo. O terceiro colocado é uma surpresa: o francês Layvin Kurzawa, do Monaco.

O espanhol Cesc Fábregas é o primeiro colocado entre os volantes, seguido pelo italiano Marco Verratti, do PSG. O espanhol Xabi Alonso, do Bayern de Munique, é o terceiro. Entre os meias, o melhor é o colombiano James Rodríguez, do Real Madrid, seguido pelos belgas Eden Hazard, do Chelsea, e Kevin de Bruyne, do Wolfsburg.

A briga mais aguardada, entre os atacantes, colocou Lionel Messi como vencedor. O argentino foi seguido por seu eterno rival, Cristiano Ronaldo, e pelo colega uruguaio Luis Suárez. O estudo não avalia o desempenho de goleiros.

(da redação)