Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estádios para Copa já receberam quase 2 bilhões de reais

Valor é cerca de 50% do total financiado para a finalização dos projetos

Dos seis estádios que serão utilizados na Copa das Confederações, dois estão prontos: Castelão, em Fortaleza, e o Mineirão, em Belo Horizonte. Outros seis estádios que serão utilizados apenas na Copa do Mundo têm previsão de entrega até janeiro de 2014. Dados do Grupo Executivo da Copa (Gecopa) revelam que os estádios receberam cerca de 1,9 bilhão de reais, cerca de 50% do total financiado para a finalização dos projetos. O Ministério do Esporte revelou que dos 53 projetos de mobilidade urbana, 45 estão em andamento e orçados em cerca de 9 bilhões de reais em recursos federais.

Leia também:

Em balanço do ano, Valcke enfim se diz satisfeito com país

VEJA Esporte no Facebook

VEJA Esporte no Twitter

O investimento em aeroportos é de quase 7 bilhões de reais para custear 21 novos terminais de passageiros, sete pistas e pátios de aeronaves e duas torres de controle. Os demais projetos serão iniciados no primeiro trimestre de 2013. De acordo com o relatório divulgado pela Gecopa, os projetos em andamento envolvem 26 corredores e vias, 15 BRTs (Bus Rapid Transit, corredores exclusivos para ônibus), dez empreendimentos de estações, terminais e centros de controle de tráfego. Cinco portos estão sendo reformados e a previsão é de que tudo esteja concluído em meados de 2013. Outra informação do Ministério do Esporte é que a Telebrás está providenciando a expansão da rede metropolitana de fibra ótica e 70% do trabalho está concluído. Leia também: Castelão, primeiro estádio da Copa, é inaugurado no Ceará Os gastos com a segurança devem chegar perto dos 800 milhões de reais. Os recursos serão gastos com tropas do exército e polícias federal e militar e Força Nacional. Além disso, investimentos serão feitos no controle do espaço aéreo, prevenção e combate ao terrorismo, defesa marítima e controle e fiscalização de explosivos. Equipamentos como kit antibomba, armamento e munição estão sendo adquiridos. E foi aberta a licitação para a compra de máscaras anti-gás e outros produtos semelhantes. Leia também: MPF aponta falhas de acessibilidade ao novo Mineirão

Custos – Segundo estimativa de especialistas, o custo total da construção ou reforma dos estádios que receberão os jogos da Copa aumentou cerca de 20%, entre os meses de janeiro de 2011 e novembro de 2012. Previsões de órgãos governamentais afirmavam que os estádios construídos ou reformados nas doze cidades-sede custariam 5,631 bilhões de reais. Em novembro de 2012, foi divulgada uma revisão passando o custo total para 6,760 bilhões de reais. Quase todas as praças de esportes tiveram acréscimo em relação ao valor inicial. O Mané Garrincha, em Brasília e o Beira-Rio, em Porto Alegre tiveram uma elevação no valor inicial de cerca de 100%. Leia também: Ao convocar dupla campeã, Marin busca calmaria até 2014 (Com agência Gazeta Press)