Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Emerson Fittipaldi se afunda em dívidas e tem carros de corrida apreendidos

Segundo a TV Record, bicampeão de F1 não tem como saldar suas dívidas, que chegariam a 27 milhões de reais

O bicampeão de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi está em situação financeira bastante complicada. O programa Domingo Espetacular, da TV Record, revelou que mais de dez empresas em nome do ex-piloto – algumas que nem existem mais – acumulam dívidas que chegariam a 27 milhões de reais. Fittipaldi teve vários de seus bens penhorados pela Justiça, incluindo carros históricos e troféus.

A reportagem revela que o piloto campeão da Fórmula 1 (1972 e 1974) e da Fórmula Indy (1989) se afundou em dívidas com credores de suas empresas que agora exigem o pagamento pela prestação de serviços. Segundo advogados ouvidos pela Record, Fittipaldi está em situação de falência, pois não tem como saldar suas dívidas. A Justiça mira agora os bens que Fittipaldi mantém no exterior para tentar quitar parte das dívidas.

Leia também:

Fittipaldi volta às pistas para pilotar sua 1ª Ferrari

Senna e Fittipaldi entre os melhores de todos os tempos

Na semana passada, oficiais de Justiça foram até o escritório de Fittipaldi em São Paulo e apreenderam relíquias como o carro da Copersucar, única equipe brasileira da história da Fórmula 1, fundada pelo próprio Fittipaldi, e o monoposto da Patrick com a qual o brasileiro venceu as 500 Milhas de Indianapolis de 1989.

Os carros foram levados para o Autódromo de Interlagos e devem ser leiloados, assim como os troféus do ex-piloto. A reportagem mostrou que a Justiça tentou penhorar até as laranjas da fazenda de Fittipaldi, em Araraquara, no interior de São Paulo, mas os oficiais encontraram o local abandonado.

Emerson Fittipaldi, no entanto, não parece abalado com a crise financeira. À Record, o ex-piloto informou que sua empresa enfrenta “dificuldades geradas pelo cenário econômico do país” e que irá superá-las. O ex-atleta de 69 anos está nos Estados Unidos acompanhando o início de carreira do filho Emmo, de oito anos, no kart.


(da redação)