Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em choque, Goleiro do Sport será indiciado por tentativa de homicídio

O goleiro do time sub-20 do Sport, Gustavo Pereira de Lima, de 18 anos, irá depor nesta quarta-feira de manhã sobre a voadora que acertou no vascaíno Elivélton de Moraes de Andrade, 19, durante confronto pela Taça BH. Em Barão dos Cocais (MG), cidade em que ocorreu a partida, foi aberto um inquérito de tentativa de homicídio qualificado.

Na visão do delegado Paulo Tavares Neto, o jogador do time pernambucano colocou em risco a vida do adversário ao acertar a voadora, apesar de Elivélton já estar fora de perigo neste momento. Uma mudança no inquérito – para lesão corporal – pode ser imposta agora apenas pelo Ministério Público.

De qualquer forma, Gustavo passou o dia em choque. ‘O menino não dormiu à noite, ficou acordado, chocado o dia todo. Viu que errou, tanto que pediu desculpas publicamente hoje (terça-feira)’, comentou Carlos José, diretor das categorias de base do Sport.

A ideia de Gustavo é ter um encontro com Elivélton para pedir desculpas pelo fato. Segundo o dirigente do Sport, o goleiro nunca apresentou um histórico violento ou qualquer tipo de distúrbio.

‘É um menino de Alagoas, da cidade de Marechal Deodoro (região metropolitana de Maceió), de família humilde e tranquila. Nunca tinha causado problemas. Foi um erro grave em um fato isolado. Ele já recebeu apoio de muita gente, até o Ronaldo Fenômeno se manifestou ao seu favor (via Twitter)’, explicou Carlos José.

Por telefone, Gustavo já teve contato com os pais e levou uma bronca pela atitude impensada. ‘Nenhum pai quer ver isso com o filho, por isso ele foi cobrado’, encerrou Carlos José, que diz que o goleiro ainda não está informado sobre o processo de homicídio qualificado.