Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em casa, o Barcelona tenta virada histórica contra o Milan

Equipe catalã precisa vencer por três gols de diferença para seguir no torneio

“Acho que nós perdemos a magia e a intensidade que tinham nos tornado diferentes dos demais times”, disse o lateral Daniel Alves

Nas últimas três semanas, o Barcelona passou por situações que seriam difíceis de imaginar há alguns meses. Depois de ser derrotado por 2 a 0 pelo Milan, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, e perder duas vezes seguidas para arquirrival Real Madrid, o time passou a ser questionado – assim como seu status de melhor equipe do mundo, conquistado ao longo dos últimos anos. Nesta terça-feira, a partir das 16h45 (no horário de Brasília), o Barça terá a chance de provar que essas derrotas não passaram de tropeços esporádicos, na partida de volta contra o Milan, desta vez no Camp Nou. A equipe precisa de uma vitória por três gols de diferença para garantir a vaga nas quartas – e, por consequência, a recuperação da confiança dos fãs de futebol ao redor do planeta.

Leia também:

Barcelona é o clube de futebol com mais fãs no Facebook

Corinthians supera Barça em ranking liderado por Chelsea

“Acho que nós perdemos a magia e a intensidade que tinham nos tornado diferentes dos demais times. Tínhamos essa fome, que fazia com que pressionássemos o rival quando perdíamos a bola. Mas perdemos essa gana, e isso acaba contagiando negativamente a equipe. Devemos recuperá-la e conseguiremos isso trabalhando”, disse o lateral direito Daniel Alves ao jornal El Mundo. A boa notícia para os catalães é que o time está completo – com a exceção do técnico Tito Villanova, que se trata de um câncer nos Estados Unidos. O meia Xavi, um dos pilares da equipe, se recuperou de lesão na coxa esquerda e deve ser usado como titular pelo interino Jordi Roura. Se a escalação do Barça é quase certa, a do Milan está repleta de dúvidas.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

O atacante Giampaolo Pazzini, com uma lesão na perna direita, deve dar lugar a Robinho ou ao nigeriano Niang. Além disso, o também atacante Mario Balotelli não tem condições legais de jogo, por não ter sido inscrito na competição. Para completar a lista de incertezas, o zagueiro Philippe Mexes e o meia Kevin-Prince Boateng voltam de lesão e foram relacionados pelo técnico Massimiliano Allegri, mas não têm presença garantida entre os titulares. Talvez por causa de tantos desfalques, o Milan faz questão de afirmar que não se ilude com o mal momento vivido pelo adversário desta terça-feira: “Quando você joga contra o Barça, não pode ficar tranquilo nunca. Eles formam uma equipe tão técnica, criando tantas oportunidades, que quando você os enfrenta tem que jogar bem na defesa e melhor ainda no ataque”, disse Allegri.

(Com agência Gazeta Press)